Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Teus olhos

Teus olhos

Eu encontraria teus olhos na maior das multidões.
Perceberia teu olhar em qualquer lugar.
Olhos de matiz e expressão perfeitas, olhos de outono que fazem com que me jogue aos seus pés como folhas mortas em reverência.
Olhos que guardam segredos e mistérios que moverei mundos para decifrar ou ser devorado como um peregrino ante a mais valiosa esfinge.
Olhos que ainda guardam a ápice do verão e iluminam como holofotes , olhos do prelúdio do inverno, sábios, intensos, fatais.
Olhos que guardam o que não floresceu para o mundo, a antítese da primavera, mas que possuem um jardim interno mais deslumbrante que qualquer similar exposto e sujeito a implacável ação do tempo.
Olhos que puxam os meus como ímã e pontilham cada passo da minha sina.
Olhos que quero fitar a todo instante, do amanhecer a madrugada, antes, durante e depois dos mágicos e inesquecíveis momentos de amor.
Olhos que não precisam falar para dizer o que sentem, olhos onde vejo todo meu amor refletido, olhos travessos quando tiro teu vestido.
Faróis no mar de incertezas e hipocrisias da vida, porto seguro da ilha do teu corpo, onde eu, náufrago apaixonado, pretendo decorar cada ponto do relevo, explorar todas a tua riquíssima natureza e sem jamais querer ser resgatado, viver a eternidade e além ...

Leonardo Andrade


 
Leonardo Andrade
Enviado por Leonardo Andrade em 27/11/2007
Código do texto: T755035

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leonardo Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1491 textos (63347 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 20:09)
Leonardo Andrade