Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentimento fugaz

Fico completamente desnorteada e não sei o que fazer
Quando esse sentimento estranho
Toma conta de mim
Fazendo-me culpada por algo
Que não sei o quê,
Sinto –me uma ré perante o juiz
Sendo julgada por não sentir
O sentimento que por hora torna-se fugaz
E que me foge
Como se por um instante
A minha vida inteira se apagasse
E eu tivesse que recomeçar tudo
Reconquistar todos os meus amores
Todas as minhas conquistas...
Tudo em mim torna-se estranho,
Não consigo reconhecer-me
Nem nada do que me era intrínseco.
Fico sem saber o que fazer de mim
Até que o dia amanheça e traga de volta
Meu  verdadeiro eu e o meu velho
Querido e abençoado sentimento
Que me faz esta pessoa que ama ao extremo,
Ainda que isso faça de mim um ser, muitas vezes
Sem razão e sem compreensão.
Mas ninguém se torna ré, ou pelo menos não vai a um tribunal,
Por amar tanto a ponto de perder a razão
E ás vezes perder-se nos próprios sentimentos
Não encontrando nem a si própria.
A solidão não é uma boa companheira
E é uma péssima conselheira,
Preciso estar acompanhada sempre
Preferencialmente pelas pessoas que amo
Para não ser vítima dos meus próprios multívagos sentimentos.

Virginia de Santana
Enviado por Virginia de Santana em 06/12/2007
Código do texto: T766906
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Virginia de Santana
Anísio de Abreu - Piauí - Brasil, 36 anos
192 textos (35360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 03:51)
Virginia de Santana