Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A LINGUAGEM DOS AFETOS

Por densidade de condenação, a eterna condição pecadora mais uma vez me faz chorar. O marear dos afetos, daquilo que é imaterial, e não tem sexualidade, produz seqüelas muito fortes porque energia, pensamento.

Mas o desejo de se ver junto é o mesmo de tudo e de todos. O que faria, hoje, sem um punhado de amigos?

E mais uma vez abra-se o bico: poesia é o choro dos grandões, dos crescidos. Dos meninos e meninas que não se rendem ao banal, ao usual, ao que se desgasta e suja!

Só é humana e digna a linguagem dos afetos. O resto é mercado de troca, onde o dinheiro é a mola do mundo.

– Do livro EU MENINO GRANDE, 2006 / 2008.
http://www.recantodasletras.com.br/prosapoetica/90395
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 25/12/2005
Reeditado em 21/09/2008
Código do texto: T90395
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 73 anos
3646 textos (913132 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 11:08)
Joaquim Moncks