Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AS MINHAS QUADRAS

                          SE NÃO GOSTAS DO QUE ESCREVO,
                          POR FAVOR PÔE O DEDO NO AR...
                          ASSIM EU NÃO MESMO ME ATREVO,
                          CONTGO MESMO A CONVERSAR.

                           TENS A CERTEZA QUE GOSTAS DE MIM?
                            OLHA QUE TENHO MUITO AMOR POR TI,
                            É ISSO QUE MESMO EU PENSO ASSIM,
                            QUE A MINHA VIDA NÃO ME SORRI.

                          QUEM ME DERA PUDER VIVER EM LISBOA,
                          DO QUE ESTAR A VIVER CONTRARIADO,
                           NESTA QUINTOLA DE LAMEGO...
                           QUE ISTO AQUI É UM GRANDE ATRASO DE VIDA.
                                 
                            AQUI SÓ HÃ MESMO UM GRANDE SOSSEGO,
                            VIVER AQUI SÓ POR ACIDENTE E ACIDENTE,
                             AQUI NÃO HÃ FUTURO, NÃO HÁ EMPREGO,
                              ESTOU AQUI PORQUE SOU INCOMPETENTE.

                          DISSERAM-ME QUE FOI PELO CORREIO,
                          NA SEXTA-FEIRA, EU MESMO ACREDITEI.
                          MAS ESTOU COM MUITO MESMO RECEIO,
                          QUE O LIVRO NÃO REGRESSE AO SEU DESTINO.

                            EU ESTOU NA MINHA VIDA MUITO TRISTE,
                            POR AINDA NÃO TER RECEBIDO O LIVRO,
                            MAS DE TI MEU AMOR, NÃO ME LIVRO,
                           PORQUE O NOSSO AMOR INDA EXISTE.

                            TENHO UMA VIDA  MUITO LIMITADA,
                             POR CAUSA DA MINHA TRISTE PENSÃO,
                            MAS NÃO TE POSSO DIZER MESMO NADA,
                           NÃO QUERO QUE MUDES DE OPINIÃO.

                             A MIM NUNCA ME DERAM OPORTUNIDADE,
                             DE PUDER SINGRAR NA MINHA VIDA.,
                             ESTOU A FALAR COM TODA A VERDADE,
                              PRA TI MEU AMOR, MINHA QUERIDA.

                            SE NA VERDADE GOSTAS MESMO DE MIM,
                            TENS QUE ME COMPRENDER E RESPEITAR,
                            QUE A MINHA VIDA É MESMO MUI RUIM.
                             NUNCA MESMO A SÉRIO ME PUDE CASAR.

                            LOGO ME PODES A SÉRIO ME LIAGR,
                            QUE POSSO ESTAR MAIS CALMO,
                             DESEJO CONTIGO MESMO CONVERSAR,
                             PRA MORRER JÁ FALTA UM PALMO.

                           TU VIVES MESMO DO TEU TRABALHO,
                            EU INFELIZMENTE VIVO DUMA PENSÃO,
                           A AI ESTÁ A NOSSA GRANDE DIF'RENÇA,
                            TENHO OU NÃO TENHO A MINHA RAZÃO.

                            NÃO SE DEIXA A UMA PESSOA COMO EU,
                            UMA PENSÃO DE SOBREVIVÊNCIA DESTAS,
                            E NINGUÉM A SÉRIO SE MESMO CONVENCEU,
                            QUE A MINHA VIDA REAL NÃO SÃO FESTAS.

                              TENHO DESGOSTOS DOS MEUS PAIS,
                              POR ME DAREM A MIM MESMO Á,LUZ,
                              POR ISSO ESTOU AQUI MESMO A MAIS,
                             E A MINHA VIDA É UMA GRANDE CRUZ.

                           INF'LIZMENTE TENHO DIREITO POR LEI,
                           A ESTA PÉRFIDA E HODIONDA PENSÃO,
                            MAS É MUITO INJUSTA VIVER DELA,
                            SEI QUE TENHO A MINHA RAZÃO.

                           A MINHA VIDA NÃO É MESMO BELA,
                           VIVER COMO VIVO É UM INFERNO,
                            PRECISO DE IR REZAR Á MINHA CAPELA,
                            PORQUE ESTOU A VIVER NO MUNDO MODERNO..

                            A MINHA PENSÃO É UMA GRANDE MISÉRIA,
                            NÃO DÁ MESMO A SÉRIO PARA EU VIVER,
                            ESTA VIDA É MESMO MUITO E MUI SÉRIA,
                           A MIM ESTA VIDA ME FAZ MESMO SOFRER.
                   
                            OS MEUS PAIS NA PERSPECTIVA DELES,
                           PENSAVAM QUE ESTAVAM A FAZER BEM,
                           MAS A MINHA VIDA É MESMO MUITO RELES,
                          EU ÁS VEZES NÃO DIGO ,MESMO A NINGUÉM.

                          SE OS MEUS PAIS TIVESSEM MESMO JUIZO,
                          NUNCA ME TINNAM DEIXADO ESTA PENSÃO,
                          DA PENSÃO EU NÃO MESMO A SÉRIO PRECISO,
                          O QUE EU PRECISO É DUMA PROFISSÃO.

                                                 LUÍS COSTA
                                         QUINTA-FEIRA, 18/07/2019
                                                                                             
 
                         
                           



                       
     
                   
                           
TÓLU
Enviado por TÓLU em 18/07/2019
Reeditado em 18/07/2019
Código do texto: T6698554
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TÓLU
Portugal, 68 anos
1277 textos (37008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/19 01:40)
TÓLU