Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nada na vida é fácil, nada vem fácil; disso sabemos. Muitas pessoas não sabem o que é sentir a dor da rejeição e do preconceito. É óbvio que isso existe a séculos.
O preconceito que para mim em particular, mais chocou a humanidade, foi a escravidão. O que leva um ser humano acorrentar o seu semelhante em um tronco duro e frio e açoita-lo com chibatadas apenas pela cor da sua pele ser diferente? Ignorância!
Agora vem a melhor de todas. Talvez você não saiba, mas a igreja católica que se diz serva de Deus, cometia por volta dos séculos XV e XVII, crimes horríveis aos homens e mulheres. O por que?
Mulheres que buscavam a curas de doenças através das plantas e ervas para os doentes eram consideradas bruxas, foram aprisionadas, mortas em fogueiras ou enforcadas. Grandes homens da ciências como Galileu e outros físicos e matemáticos, fugiam da igreja pois a ciência não era aceita pela a mesma. Galileu foi caçado pelos servos de Deus pois na época conseguiu provas de que a terra era redonda como uma laranja. Isso sem contar outras descobertas de outros gênios.
Agora se isso fosse nos séculos XX e XXI, Einstein seria perseguido pelas suas grandes descobertas e, o que falar das nossas queridas farmacêuticas coitadas, estudariam quatro anos para serem mortas pois seriam consideras bruxas por manipular medicamentos.
Hoje vemos outros grandes e não menos perigosos preconceitos na sociedade, o mais grave dentro das nossas próprias casas. Somos alvos de piadinhas e insultos todos os dias, muitas vezes não temos com quem conversar, não tem ninguém para nos ouvir. Isso dói.
Agora me diga que crime cometemos por sermos diferentes? Por que tantas vergonhas de nós?
Querem saber o que realmente é pecado?
É padres abusando de crianças, pastores roubando fiéis, é políticos assaltando os cofres públicos, é ver pais abusando de suas próprias filhas, é ligar a televisão e ver vítimas inocentes no chão mortas, estupradas e esquartejadas, ver seus pais adulterando isso é vergonhoso. Mas mesmo com tudo isso, ser homossexual é mais grave e mais vergonhoso, um insulto a Deus!
Por que somos maltratados, alvos de olhares tortos? Só por que queremos ser felizes com pessoas do mesmo sexo? Não queremos ferir ninguém, não queremos roubar igrejas, não queremos abusar de crianças, muito menos matar, estuprar ou esquartejar ninguém. Queremos ser apenas felizes, poder formar uma família com os mesmos direitos dos demais.
Nós homossexuais estamos em todos os lugares, em todos os níveis sociais, alguns nos mostramos ou como dizem; "saímos do armário", outros por medos ainda preferem se esconder. Mas gravem bem isso; estamos em todos os lugares.
Somos professores, médicos, enfermeiros, engenheiros, pedreiros, balconistas, enfim, um dia você poderá precisar de alguém ou de algum profissional e sem você saber, ele ou ela, pode ser homossexual. Mas você pode ter certeza que apesar do teu preconceito, não vamos medir esforços para te ajudar, pois somos humanos e dentro do peito de cada gay, lésbica, travesti, transexual e bissexual bate um coração quente. Então antes de você achar que está na tua razão de nos incriminar, cuidado pois você pode ferir nossos corações e com isso ferir também o de Deus.
Não queremos que a sociedade entenda a nossa condição de vida, queremos apenas respeito.
Se é pecado ou não vamos deixar isso para Deus julgar, pois Ele é misericordioso.
Somos todos iguais, fomos feitos do mesmo jeito, o que nos diferencia são os detalhes, apenas os detalhes.
Não tenham vergonha de nós, não somos uma aberração. Nos respeite, pois respeitamos vocês.
Somos gueiros, sendo assim, vamos hastear nossa bandeira e lutar pelo nosso espaço e direitos. Vamos lutar sempre, nem que isso nos traga a morte ou outras consequências. Somos unidos, somos fortes, somos SERES HUMANOS.
Leandro Augusto Nogueira
Enviado por Leandro Augusto Nogueira em 13/07/2013
Reeditado em 20/04/2018
Código do texto: T4385755
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Leandro Augusto Nogueira). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Leandro Augusto Nogueira
Jacareí - São Paulo - Brasil, 32 anos
225 textos (8069 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/19 10:45)
Leandro Augusto Nogueira