Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estava escrito!

Estava escrito meu destino!

Com onze anos de  idade eu e duas amigas da mesma idade, abrimos uma sala para preparar as crianças para o exame de admissão,  porque a passagem do ensino primário para o ginasial, se dava por exame classificatório.

Nosso objetivo era ajudar as crianças da nossa vizinhança entrarem no curso ginasial e ganhar um dinheirinho para nossas despesas.

Mesmo sem nunca termos recebido nenhum centavo do combinado, fomos com nossas  aulas até  a véspera dos exames e nosso pagamento foi a classificação dos nossos pupilos.

Apesar da pouca idade, nos posicionamos como adultas  na esperança de levar conhecimento para as também crianças, que não tinham condições de pagar um curso preparatório.

Eramos tão pobres quanto elas, mas já tínhamos um compromisso com  a Educação e  também acreditávamos que a solidariedade fazia parte do nosso compromisso  de vida.

Estar na Educação é um estado  almejado pela alma daqueles que acreditam numa sociedade melhor, mas há de se reconhecer que um profissional dessa área precisa  estar sempre se atualizando, sempre realizando novos cursos, comprando revistas pedagógicas e científicas, livros e outros subsídios.

A questão salarial é um entrave, nossos governantes se posicionam com desprezo total com a educação e para com os profissionais que atuam na mesma, o que nos dá a certeza de que eles não querem um país de pessoas letradas e alfabéticas, simplesmente querem manter seu status-quo, enquanto os representante dessa categoria profissional, vivem com dificuldade financeira e carregam o sonho de ajudar na "construção de uma sociedade melhor",

Quando você assume o compromisso em ser Professor, você deixa outros sonhos perdidos e esquece muitas vezes de colocá-los em prática, porque essa função toma até o tempo que não temos e o fazemos com Amor.  O processo formal exige, somos também o tempo todo Educadores,   numa sociedade tão desestruturada, onde os papeis estão por ideologia política  sendo o tempo todo distorcidos,  o argumento dos Senhores do Poder, reforça a ilusão de que a escola e os profissionais que nela atuam, estão lá para darem educação e deixam sempre claro, que o Professor não deve ter espaço para cumprir sua função de Professor, mas deve atuar apenas como Educador, porque sempre dizem em suas campanhas políticas e em outras falas que fazem nos palanques, que pagarão ou que estão pagando mais, para o professor educar melhor.

Mas a equipe escolar se desdobra para cumprir com dignidade os dois papeis e prezam pela formação dos alunos e aspiram por uma sociedade justa, ética e coesa,  e  procuram  cumprir todas as legislações que marcam a história da educação,  e o que reza a LDB 9394/96:  Art. 2º A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho'.

Espera-se políticas públicas que assumam a educação como: princípio necessário para garantir a reorganização  desse  país que  se encontra  tão falido e perdido de valores, porque não existe  compromisso  dos governantes em trabalhar por uma sociedade  livre, solidária e que compreenda seu verdadeiro papel como cidadão .



Irene Fonseca
Irene Fonseca
Enviado por Irene Fonseca em 08/04/2018
Reeditado em 08/04/2018
Código do texto: T6303070
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Irene Fonseca
São Paulo - São Paulo - Brasil
28 textos (5155 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/07/18 01:20)
Irene Fonseca