Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

D. JOÃO V E O ENSINO DA MÚSICA




RECONHECENDO A NECESSIDADE DE REFORMAR O ENSINO DA MÚSICA EM PORTUGAL, O REI CRIOU EM 1713 A ESCOLA DO SEMINÁRIO DO PATRIACAL.QUE SERIA O MAIS IMPORTANTE ESTABELECIMENTO PEDAGÓGICO MÚSICAL ATÉ AO LIBERALISMO. SUCEDEU-LHE ENTÃO EM 1835 , O REAL  CONSERVATÓRIO DE LISBOA, FUNDADO E PRIMEIRAMENTE DIRIGIDA POR UM GRANDE VULTO DA NOSSA HISTÓRIA DA MÚSICA JOÃO DOMINGOS BOMTEMPO QUE INICIARA, OS SEUS ESTUDOS PRECISAMENTE NA ESCOLA DO SEMINÁRIO.
ALIÁS DISSO, D.JOÃO V INVIOU PARA A ITÁLIA, COMO BUSCAS UM CERTO NÚMERO DE JOVENS DE RECOHECIDA APTIDÃO PARA AI  AMPLIAREM OS SEUS CONHECIMENTOS, ENTRE ELES: ANTÓNIOM FERREIRA E FRANCISCO ANTÓNIO DE ALMEIDA, ACTVOS NA PRIMEIRA METADE DE SETECENTOS, DESTACAVAM-SE COMO COMPOSITORES TAMBÉM DE MÚSICA SÁCRA, MAS SOBRETUDO SEDUZIDOS  PELA NOVIDADE DA ÓPERA DE ANTÓNIO TEIXEIRA IMORTALIZOU-SE PELA OBRA  EM PORTUGUÊS  UTILIZANDO  NO TEATRO DO BAIRRO ALTO, OS CRITICOS TEXTOS TEATRAIS  DE ANTÓNIO JOSÉ DA SILVA,O JUDEU  (POR EXEMPLO GUERRAS DO ALECRIM E ,MANGERONA, CERCA DE 1735), ENQUANTO O SEU COLEGA ANTÓNIO FRANCISCO DE ALMEIDA SE NOTABILIZA NOMEADAMENTE PELA  ÓPERA PALACIANA, COM LIBERETE ITALIANO LA SPINALBA, ESTREAVA  NO PAÇO DA RIBEIRA, HOJE  RECONHECIDA COMO VERDADEIRA OBRA-PRIMA MUSICAL.
CURIOSAMENTE  PODERÁ PENSAR-SE QUE ,GROSSO MODO ESTAS DUAS VERTENYTES DO TEATRO MJSICADO PORTUGUÊS SE MANTÊM AINDA HOJE VIVAS NAS PREFERÊNCIAS DO PÚBLICO COM AS ÓPERAS.-ROMANCES DO LIBERETO EM LINGUAS ESTRANGEIRAS, QUE SE CANTAM EM S. CARLOS E AS REVITAS POR VEZES NOS PALCOS DO PARQUE MAYER.
NA VERDADE, NÃO É QUE D. JOÃO V SE INTERSSAVA ESPECIALMENTE  POR ÓPERA :AS SUAS PREOCUPAÇÕES MUSICAIS  CENTRAVAM-SE SOBRETUDO NA QUALIDADE INTIMISTA , DE SUA CÃMARA  E NO BRILHO EXPLENDOROSO DAS CERIMÓNIAS RELIGIOSAS, ORIENTANDO NESTES DOIS VECTORES A RENOVAÇÃO  QUE ENTENDEU DEVER EFECTUAR-SE.
                ASSIM SE EXPLICA QUE TENHA CHAMADO A LISBOA ,PARA MESTRES DE CAPELA E PROFESSORES RESIDENTES, DOIS REPUTADOS ARTISTAS QUE NÃO ERAM COMPOSITORES DE ÓPERA,ANTES CRAVKISTAS E ORGANISTAS EMÉRITOS AUTORES DE MÚSICA DE CÂMARA O CONINBRENSE  CARLOS SEIXAS (1704- 1742) E O NAPOLITANO DOMINCO SCARLATTI (1685- 1757). MAS OS FENÓMENOS CULTURAIS  TÊM UMA FORÇA E UMA LÓGICA QUE ULTRAPASSAM OS OBJECTIVOS DOS DIRIGNETES -------  E EM BRREVE A ÓPERA  SE TORNARIA  POPULISSIMA EM PORTUGAL COMO TODOS OS PAÍSES EUROPEUS.








TÓLU
Enviado por TÓLU em 08/05/2018
Código do texto: T6330350
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
TÓLU
Portugal, 67 anos
676 textos (21931 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 14:37)
TÓLU