Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Eleições presidenciais no Brasil, seria cômico se não fosse trágico...

Analisando um pouco mais o comportamento dos brasileiros nessas eleições, principalmente a presidencial, podemos notar que o problema do Brasil está no brasileiro.
 Vivemos numa nação democrática, logo todos tem o direito de escolher o candidato que mais represente suas ideias, não farei oposição nenhuma, a nenhum candidato, só vamos pensar.
Atualmente a situação de definição do cargo do poder executivo do Brasil encaminhou-se para o segundo turno, de um lado temos um candidato à presidência que faz sua campanha baseada no mandato de um ex-presidente, este que seria candidato também nessas eleições se não fosse o fato de ele estar preso. O candidato em questão tem a pior campanha como prefeito de uma das maiores cidades do Brasil, e é acusado em inúmeros casos de corrupção.
 De outro lado, temos um candidato de extrema direita e traços fascistas em seus discursos, se orgulha em dizer que não há citações de seu nome em nenhum caso de corrupção, mas há inúmeros vídeos e relatos de sua exaltação em público, principalmente contra mulheres, onde já o consideram um machista, por principalmente, apoiar a ideia de uma mulher ter o salário inferior à de um homem mesmo estando exercendo a mesma profissão.
 Podemos notar que a situação do brasileiro não é das melhores, de um lado temos o chamado “rouba mas faz”, um partido que está a 13 anos no poder no nosso país e o responsável pelo Brasil atravessar a atual crise econômica. Do outro lado temos o “não rouba e nem faz”, “não chove e nem molha”, o candidato que faz muitos temerem a volta da ditadura e com ela suas repressões, pelo fato do candidato ser um militar com diversos discursos favorável a essa fase no Brasil.
 Agora vamos ao porque de dizer que o pior do Brasil é o brasileiro. Todos nós sabemos que as eleições dividem ideias e compartilham de propostas diferentes, mas todas elas em prol de uma melhoria. O que acontece no nosso país é a extrema adoração pelo candidato, temos que pensar que estamos elegendo um ser humano, e não um Deus, um Messias, ele está propício a erros como todos nós, e não vai resolver os problemas do país em um piscar de olhos, seja ele quem for, seja qual for o método que ele usará para governar. O brasileiro insiste em travar brigas pelas redes sociais, perseguir opositores nas ruas para tentar fazê-los ouvir e concordar com suas ideias, e em casos mais graves agridem opositores. Este seria o momento do Brasil se unir, ouvir a proposta dos candidatos, pesquisar suas vidas políticas, como se comportaram em situações que dependiam de suas decisões, o que já fizeram em benefício daqueles que estavam sob seus comandos, depois de tudo isso chegarem a um candidato que estivesse em concordância com tudo que fosse apresentado, e assim ser eleito no primeiro turno. Mas você percebe que a situação do país está péssima quando o eleitor se preza a fazer campanha pro candidato que ele mesmo teme, o Brasil não possui candidatos à presidência, possui partido político, ou você é direita ou esquerda, se for pobre não pode ser direita, se for rico é rechaçado se for de esquerda. Isso se mostra no resultado desse segundo turno, o brasileiro nem se deu ao trabalho de analisar os candidatos, votaram naqueles por quem têm admiração, ignoram totalmente o passado de ambos candidatos e os elegeram ao segundo turno simplesmente pela arrogância, como podemos escolher entre um ladrão e um ditador? A história mostra como foram a vida de milhões de Alemãs e soviéticos durante os mandatos de Hitler e Stalin, e o nosso presente nos mostra o resultado de um governo corrupto e ladrão, então a situação do Brasil e do eleitor brasileiro é complicada, e pela primeira vez na vida eu concordo com um até então confuso pensamento de Dilma Rousseff em um dos seus discursos que diz: “Não acho que quem ganhar ou quem perder, nem quem ganhar nem quem perder, vai ganhar ou vai perder. Vai todo mundo perder.”’E essa é a única certeza que eu tenho nessas eleições…
Du Vinny
Enviado por Du Vinny em 08/10/2018
Código do texto: T6470636
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Du Vinny
Araxá - Minas Gerais - Brasil, 22 anos
33 textos (8899 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/18 17:03)
Du Vinny