Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Origem Da Estátua da Liberdade



Estátua da Liberdade (em inglês: The Statue of Liberty; em francês: Statue de la Liberté), o nome oficial é A Liberdade Iluminando o Mundo (em inglês: Liberty Enlightening the World; em francês: La liberté éclairant le monde), é uma escultura neoclássica colossal, localizada na ilha da Liberdade no porto de Nova Iorque, nos Estados Unidos. A estátua de cobre, projetada pelo escultor francês Frédéric Auguste Bartholdi, que se baseou no Colosso de Rodes para edificá-la, foi construída por Gustave Eiffel e dedicada em 28 de outubro de 1886. Foi um presente dado aos Estados Unidos pelo povo da França. A estátua é de uma figura feminina vestida que representa Libertas, deusa romana, que carrega uma tocha e um tabula ansata (uma tabuleta que evoca uma lei) sobre a qual está inscrita a data da Declaração da Independência dos Estados Unidos, 4 de julho de 1776. A estátua é um ícone da liberdade e dos Estados Unidos, além de ser um símbolo de boas-vindas aos imigrantes. Bartholdi inspirou-se pelo francês professor de direito e política Edouard de Laboulaye, que teria dito em 1865 que qualquer monumento erguido à independência estadunidense seria adequadamente um projeto conjunto dos povos francês e norte-americano. Devido à instabilidade pós-guerra na França, o trabalho de construção da estátua não começou até o início da década de 1870. Em 1875, Laboulaye propôs que os franceses financiassem a estátua e os estadunidenses fornecessem o local e construíssem o pedestal do monumento. Bartholdi completou a cabeça e o braço com a tocha diante da estátua antes da estátua ter sido totalmente projetada, estas peças foram exibidas como uma forma de publicidade em exposições internacionais. O braço da tocha foi exibido na Exposição Universal de 1876 na Filadélfia e no Madison Square Park, em Manhattan, de 1876 a 1882. A campanha de financiamento revelou-se difícil, especialmente para os norte-americanos, e em 1885 o trabalho do pedestal foi ameaçado devido à falta de fundos. Joseph Pulitzer, editor do New York World, começou um projeto de doações para completar o projeto, que atraiu mais de 120 mil colaboradores, a maioria dos quais deram menos de um dólar. A estátua foi construída na França, enviada para o exterior em caixas e montada no pedestal concluído na ilha  então chamada de "Bedloe". A conclusão da estátua foi marcada por uma parada em Nova Iorque e uma cerimônia de dedicação presidida pelo presidente Grover Cleveland. A estátua foi administrada pelo Conselho de Faróis dos Estados Unidos até 1901 e, em seguida, pelo Departamento de Guerra; desde 1933 tem sido mantida pelo Serviço Nacional de Parques. O acesso do público ao terraço que cerca a tocha está barrado por razões de segurança desde 1916.
Vinicius Moratta
Enviado por Vinicius Moratta em 05/02/2019
Código do texto: T6567986
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vinicius Moratta
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
212 textos (20575 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/02/19 19:14)