Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Redação Formato ENEM/As dificuldades na promoção do consumo consciente no Brasil

     Marilyn Monroe foi um ícone de seu tempo, sua imagem ditou moda e fomentou o consumo em massa de uma multidão que queria ser igual a ela. Na atualidade a publicidade continua instigando as pessoas ao verbo "ter" para "ser" e isso corrobora a ideia de que consumir sem responsabilidade é um problema sério. Esse impasse deve ser confrontado com a desmistificação dos fetiches criados pelas campanhas de mercado.
     Sobre isso, os subterfúgios criados para a persuasão dos consumidores foram bem aprofundados pelo linguista Roman Jakobson, que criou a teoria das funções da linguagem, cujo destaque para aquela imperativa no ramo publicitário é notório na função conativa, pois é direcionada no convencimento do interlocutor. É preocupante a potência desse recurso, pois impede a reflexão sobre a necessidade de possuir algo, além de impelir as pessoas à comprarem compulsivamente.
     Outrossim, para Karl Marx o conceito de reificação tem grande reverberação nas relações de consumo, pois enfatiza o estado de "coisificação" do homem, em que este ganha menos importância que o objeto transfigurado em fetiche; é depreciativo para o ser humano que para "ser" ele necessariamente precisa "ter", e essa conotação pejorativa deve ser combatida com informação.
     Infere-se, portanto, que em virtude dos fatos supracitados, que é dever do Estado por meio do Ministério da Educação e seguindo os preceitos kantianos "O homem é aquilo que a educação faz dele", a elaboração de campanhas de cunho educativo da população acerca da importância do consumo consciente, desmistificando os fetiches que são criados por mecanismos linguísticos para persuasão e aquisição impensada. Isso deve ser difundido através das mídias virtuais e televisivas, visando abarcar o máximo de interlocutores. Dessa forma, estima-se que em curto prazo a população consiga debater sobre a questão, para que em longo período os hábitos responsáveis de consumo sejam tangíveis e dominantes.
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Enviado por Alexandre Alves Porfirio Vieira em 21/05/2019
Código do texto: T6652387
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Alves Porfirio Vieira
Santo André - São Paulo - Brasil, 28 anos
57 textos (2349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 01:43)
Alexandre Alves Porfirio Vieira