Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Enfermos

Enfermos
                                                                                                   Os sãos não precisam de médicos,
                                                                                                                        mas sim os enfermos.
                                                                                                                               (Matheus, 09: 12)
Em Matheus, cap.9 vs;10 sucedeu que estando ele reclinado a mesa em casa, eis que muitos publicanos e pecadores, que tinham vindo, reclinavam-se junto com Jesus e seus discípulos. Os fariseus, vendo isso diziam aos discípulos dele: Por que vosso Mestre come com os publicanos e pecadores? Ele, porém, ouvindo, disse: os sãos não precisam de médicos, mas os que estão doentes.
Vamos entender quem são os publicanos e os fariseus:
Publicanos, eram cobradores de impostos nas províncias onde moravam. Segundo Buckland, havia duas espécies de publicanos. Os publicanos gerais que eram os responsáveis pela renda do império e os publicanos delegados por estes em cada província para fazerem a coleta dos impostos. Geralmente alguns Judeus eram esses coletores que, eram odiados pelo seu povo e eram vistos como traidores.
Fariseus= perischins = separado, distinguidos. Eram os verdadeiros Judeus da época. Os melhores cultuadores e interprete da torá. Eram rigorosos e trazia a expressão literal dos textos. Se esforçavam para impor ao povo regras e ensinamentos que jamais foram deixados por Moises. Ricos, orgulhosos, acreditavam na imortalidade da alma, para eles os bons voltavam a vida em outro corpo (reencarnavam), mas os maus iam para um castigo eterno.
Quanto as palavras de Jesus, Ele nos adverte que quem precisa de médicos são os que estão doentes e não os que estão gozando de boa saúde. No entanto devemos observar com mais cuidado a sua afirmação, pois quem são os doentes aos quais Ele está se referindo? Jesus não está se referindo aos doentes físicos que tem entre nós. Na verdade, está se referindo a todos nós que estamos neste mundo de provas e expiações. Nós viemos aqui com o propósito de nos curarmos dos males que existem dentro de nós, desenvolvendo-se como sentimentos. E sabemos que sentimentos vem puramente do nosso coração.
Todos nós somos doentes. Sim, somos doentes, pois somos portadores do egoísmo, ódio, avareza, ambição, vaidade e tantos outros males. No entanto não nos preocupamos com a cura destes males que nos deixa sempre longe do amor do Cristo. Deus sendo um Pai infinitamente misericordioso e paciente espera que pelos ensinamentos de Jesus Cristo nós possamos entendê-lo e nos curarmos de todo o mal que existe em nós.
Veja bem, para todo o mal que sofre o espírito, também sofre o corpo físico, pois este é o templo do espírito. Assim sendo quando deixamos de cuidar do espírito o corpo sofre tanto quanto. Jesus nos oferece o remédio para cura do espírito, mas nós não podemos deixar de lado o corpo, pois devemos oferecer-lhe o melhor com uma boa alimentação e tratamento necessário à sua saúde.
Sendo assim, por mais que nos esforcemos, ainda temos muitos defeitos que precisam serem vencidos pela nossa receptividade a boa nova do Cristo. Precisamos vencer o egoísmo que nos faz crer que tudo é nosso. Precisamos vencer o ódio que se aloja em nossos corações como esgoto fétido a nos sufocar. Devemos vencer a preguiça que é a mãe da inércia nos colocando em situação de comodismo. Devemos combater o egoísmo que nos deixa para baixo todas as vezes que pensamos dar um passo em direção ao futuro.
Jesus é sábio, é conhecedor do universo de Deus e suas leis. Ele veio nos ensinar com amor, dizendo que todos nós que aqui estamos devemos nos comportar como aprendizes, preocupar-nos em realizar as lições com amor para chegarmos a perfeição. Nesta vida somos aprendizes e viemos aprender uns com os outros, pois todos estamos no mesmo caminho, uns mais adiantados e outros nem tanto. Neste caso os que estiverem em adiantamento tem por caridade ajudar na caminhada dos que estão ainda atrasados para que assim possamos minimizar seus sofrimentos.
Sendo assim, entendemos que, quando Jesus disse: não são os sãos que precisam de médicos, mas os enfermos. Ficou claro que todos nós somos enfermos, e o médico é Ele que oferece como medicamento de cura dos nossos males o seu evangelho de amor e libertação. Vamos pensar nisso como um caminho para nossa felicidade, já que a felicidade não é deste mundo.
Alan Lane
Enviado por Alan Lane em 05/01/2020
Código do texto: T6835140
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Alan Lane
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
39 textos (408 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/01/20 08:39)
Alan Lane