Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre o Integralismo

O que é Integralismo? É uma doutrina política brasileira que surgiu nos anos 30 do século passado e que teve em suas fileiras os principais intelectuais de sua época, desde Vinícius de Moraes, Câmara Cascudo, Dom Hélder Câmara, Miguel Reale, Abdias do Nascimento e tantos outros.

Seu lema é "Deus, Pátria, Família" pois tem essa tríplice como base de sua doutrina. Segundo os próprios integralistas, o movimento busca o engrandecimento da nação, enquanto luta contra todas as manifestações do materialismo.

É uma doutrina baseada na Doutrina Social da Igreja Católica, mas aceita que pessoas de outras religiões participem de sua luta. Sendo a luta integralista restrita ao ambiente político e democrático, o Integralismo não rejeita alguém que venha para somar. O movimento também não promove proselitismo religioso, nem cria uma doutrina religiosa própria, não podendo, portanto, ser considerado ecumênico no sentido estrito do termo.

Das polêmicas envolvendo o movimento:

Alguns dizem que o Integralismo é fascista, outros ainda o colocam como nazista. Segundo os próprios criadores e propulsores da doutrina, essas acusações não teriam como ser mais falsas.

O Integralismo, de fato, foi um dos primeiros movimentos a promover a inclusão dos negros na política. Arlindo Veiga dos Santos, criador da Frente Negra Brasileira, foi amigo pessoal de Plínio Salgado (considerado criador do Integralismo), além de ter participado de jornais editados pelo integralista. Aliás, além do já citado Abdias do Nascimento (uma das principais figuras da militância negra), participou também do Integralismo o chamado Almirante Negro (João Cândido), líder da Revolta da Chibata.

Fato é que os nazistas brasileiros e os integralistas viviam brigando. Ao ponto em que os nazistas acusavam os integralistas de tentarem "caboclizar a raça ariana".

As diferenças não param por aí, Plínio Salgado não poupava-se de criticar veementemente Hitler e todos os seus ideais racistas, pagãos e antidemocráticos.

Vale também frisar que Gustavo Barroso, líder do núcleo da AIB no Ceará (o qual muitos tentam lhe impor a pecha de nazista), dirigiu críticas incisivas à forma descomunal de como o governo nazista abusava de seu poder, colocando o integralismo como uma vertente política mais evoluída do que o nacional socialismo alemão; pois os integralistas propunham uma sociedade baseada em corpos intermediários, numa democracia orgânica cristã, enquanto os nazistas e os fascistas italianos excluíam os corpos intermediários e deixavam que tudo fosse absorvido pelo Estado.

Hoje, o Integralismo ainda permanece ativo na Frente Integralista Brasileira, possuindo núcleos em vários lugares do Brasil.
Sebastião Português Mesquita
Enviado por Sebastião Português Mesquita em 18/03/2020
Código do texto: T6890817
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Sebastião Português Mesquita
Baraúna - Rio Grande do Norte - Brasil, 19 anos
18 textos (539 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/04/20 02:56)
Sebastião Português Mesquita