Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Marrocos e Argélia, face a uma concorrência sobre África

A concorrência cada vez mais importante entre a Argélia e o Marrocos envolvendo a diplomacia, para com a ajuda humanitária no continente africano; estes países buscam consagrar a soberania política sobre o espaço africano, à luz das novas mudanças associadas ao surto do e vírus "Corona 19".

O “Palácio El Mouradia” mostrou suas aviões carregados com um grande número de medicamentos e equipamentos medicinais no destino ao país “Chinguetti”, tendo em vista ajudá-lo a superar a atual crise de saúde, tratando de uma ação no terreno que veio depois que a Argélia assinou um acordo conjunto com a Rússia no campo da vacina contra “Covid-19”.

Além da dimensão humana da ajuda argelina, há pessoas que a consideram como uma perspectiva política à luz dos acontecimentos na região do Saara, sendo o acordo russo-argelino, cujo conteúdo não foi divulgado à imprensa, o qual inclui uma cláusula relacionada com a comercialização da vacina "Sputnik-V" em nível continental; consagrando a importância da Mauritânia como porta de entrada para a África Ocidental.

O acordo russo-marroquino sobre a "vacina Sputnik", ainda um lado que chama a atenção, uma vez não foi implementado, segundo o chanceler argelino que realizou  uma visita urgente a Moscou, logo após o acordo do reconhecimento americano do Saara marroquino, cujo Palácio do Kremlin tem dirigido sucessivas críticas contra os Estados Unidos, Acusando-a de "violar o direito internacional".

Muitas questões levantadas sobre o impacto dos desdobramentos, políticos relacionados com o Saara, bem como com as promessas russas a Rabat, tendo em vista uma plataforma de entrada para a vacina no espaço africano, segundo as declarações atribuídas ao embaixador russo na Argélia, cuja confusão indicar a ideia de manter uma proposta binária no sentido de produção da vacina no vizinho oriental.

Nesse contexto, Abdel Fattah Fatihi, especialista jurídico no assunto do Saara, sublinhou ao dizer que: “A ajuda médica que visa o lado humanitário de cada país, embora a diplomacia através da saûde  influencia as posições políticas, tendo em vista as questões importantes ligadas as concorrências  marroquino-argelinas no nível da expansão do processo de vacinação. “.
Fatihi, num artigo  ao jornal online Hespress,  considera que “ o Marrocos tem concluído os acordos comerciais com a empresa russa Sputnik, levando a vacina anti-Corona, bem como a sua distribuição nos países da África Ocidental, quando o chanceler argelino deslocou-se a Moscovo,  preocupado com o impacto do acordo  marroquino”.

Tal investigador sobre o Saara  explica "A Argélia também aspira a distribuir a vacina russa no continente africano, e aqui é possível ler as reuniões com as autoridades mauritanas com a possibilidade de partir da Mauritânia na distribuição da vacina, e daí para os países da África Ocidental", questionando: "Será que o acordo marroquino continua a fazer com o lado?" Russo? ”.

Fatihi acrescentou, explicando que "os recentes desenvolvimentos na questão do Saara podem afetar o curso do negócio, dada a postura severa da Rússia em relação ao reconhecimento americano do Saara marroquino", destacando que "a vacina chinesa ainda é o foco de muitas questões à luz da aproximação entre a posição chinesa e sua contraparte russa." Sobre a questão do Saara ”.

Lahcen EL MOUTAQIProfessor universitário
ELMOUTAQI
Enviado por ELMOUTAQI em 06/01/2021
Código do texto: T7153346
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
ELMOUTAQI
Rabat - Rabat-Salé-Zemmour-Zaër - Marrocos, 54 anos
75 textos (401 leituras)
1 e-livros (12 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/01/21 04:03)
ELMOUTAQI