Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre antipunitivismo

"Toda ação tem consequência"

Pois os partidários do ''anti-punitivismo'' parece que advogam pelo fim dessa máxima, aplicada juridicamente, em que, por exemplo, as diferenças de gravidade de crimes cometidos devem ser apagadas em prol de abordagens supostamente mais empáticas...

"O crime* compensa"

Se aplicarmos tudo aquilo que pensam e defendem os antipunitivistas, pode apostar que isso se transformará em uma realidade absoluta, se mesmo a ação mais hedionda ainda seria tratada de maneira branda, praticamente condescendente com aquele que a praticou, em que, o "fazer justiça", no sentido de "agir com reciprocidade", passa a ser substituído por uma compaixão desmedida, não pela vítima, claro, especialmente se já estiver morta, e sim pelo agente causador de dor e sofrimento...

  * crime aqui, especificamente no sentido mais objetivo que inclui roubo, agressão: estupro, homicídio... e que ainda pode ou poderia se estender para além dos seres humanos incluindo os animais não-humanos que temos como domésticos e também os que têm sido literalmente usados para "nos servir".

"A Vingança nunca é plena, mata alma e a envenena"

Frase preferida de dez em cada dez antipunitivistas... pra eles, a justiça parece que é praticamente o mesmo que vingança e, portanto, sempre uma coisa ruim.

"A pena de morte e a prisão perpétua não ensinam ou regeneram o criminoso"

Esse parece ser o principal argumento dessa ideologia. Por isso que eles querem acabar com as punições mais duras, tal como a pena de morte. Mas, elas não foram criadas para ensinar uma lição ou tentar regenerar aquele que comete crime hediondo, e sim para puni-lo de acordo com a severidade do seu crime.

"A pena de morte é racista"

Se, nos EUA, existe uma desproporção de homens negros no 'corredor da morte', é inteligente, primeiro, buscar saber o exato porquê. Talvez, o problema não seja exatamente a desproporção de homens negros, mas a falta de mais indivíduos justamente condenados, incluindo, evidentemente, os de outras raças.

E, como eu já comentei em outros textos, nem raça, tal como pensam os racistas, nem classe ou situação social, tal como pensa a maioria dos progressistas (muitos que são antipunitivistas), levam um indivíduo a cometer crime hediondo, se todas são correlações, e sim a falta de caráter mesmo.

Pois parece que os antipunivistas querem acabar com a prática da justiça proporcional (mesmo que ainda muito imperfeita) que, se generalizado, poderia perdoar até mesmo o crime de corrupção política, que costuma fazer milhares a milhões de vítimas, direta e indiretamente, por exemplo, o roubo de dinheiro público que deveria ir para a saúde, na reforma e construção de novos hospitais, na formação de mais profissionais da área...

Então, provavelmente, ficaria assim:

Político corrupto??

Já pra cadeirinha do pensamento!! Que coisa feia!!

Os antipunivistas, em sua maioria, não pensam deste jeito por serem realmente mais bondosos, mas, principalmente para se sentirem bem consigo mesmos e ainda se passando como "sábios" perante os outros, isto é, mais por razões narcisistas e/ou egoístas do que, de fato, pensando em serem mais justos...

Afinal, o que é o mais certo:

Perdoar alguém que cometeu um ato de crueldade abjeta ou puni-lo proporcionalmente por isso??

Quem perdoa a crueldade, só quer se sentir bem consigo mesmo. Tem pouco ou nada haver com analisar a situação de maneira imparcial e crítica para se chegar ao melhor veredito.

 Você pode até achar que eu estou exagerando, que estou pintando uma caricatura dessas pessoas, mas é comum que, às que se submetem à uma ideologia tipicamente não-filosófica, isto é, excessiva ou desequilibrada, tal como à do antipunitivismo, ajam de maneiras intelectualmente desonestas, negando suas reais intenções quando confrontadas com as suas próprias contradições. Mas, é possível percebê-las pelo que defendem, não apenas o que já foi comentado no texto, bem como também o fim de sistemas prisionais.
Thiago Fávero
Enviado por Thiago Fávero em 06/04/2021
Reeditado em 11/04/2021
Código do texto: T7225455
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Thiago Fávero
Bicas - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
788 textos (10647 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/21 06:52)
Thiago Fávero