Chutei pingos de chuva.

Era adolescente louco por futebol. Numa tarde de domingo, o sol demorando a desaparecer no horizonte, observei uma escura nuvem e de repente a chuva caiu. Corri pro meio da rua, sem torcida, sem estádio, sozinho em campo sem gramado, cada pingo era uma bola. Não sei quantos chutei em gol mental, mas com certeza passei dos mil. Me senti o Pelé de uma chuva passageira. Hoje, como ex-jogador de 'futepingos' procuro-me nas manchetes da vida (em vão), mas encontro todas as matérias futebolísticas das tardes de minha mente maracanã.

LeandroRecife
Enviado por LeandroRecife em 23/11/2021
Reeditado em 23/11/2021
Código do texto: T7391866
Classificação de conteúdo: seguro
Copyright © 2021. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.