Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PISANDO NOS TOMATES !!! ...

Há alguns anos atrás, participávamos ativamente das campanhas eleitorais. Tínhamos o hábito de bandeirar durante a semana e nos sábados íamos distribuir santinhos na feira dos Goianos. Isso era muito divertido. Lembro-me de que as pessoas alinhavam os carros ao lado da pista, na entrada do Gama, e cada um balançava a bandeira do seu candidato. Isso era feito ao som das musicas de campanha. Os veículos vindos do plano piloto, piscavam as luzes e buzinavam pra nós. Era uma grande festa. Muitas das vezes, minha esposa e minha neta, participavam dessa maratona eleitoral. Tanto era o entusiasmo, que a neta, ainda criança, dizia no dia da eleição: "Vovô, nós vamos fazer boca de uva ???!!! ..." (Ela não sabia falar URNA). Tudo era muito engraçado. -- Mas, num belo dia de sábado, vesti uma bermuda daquelas com elástico, coloquei a camiseta do candidato e enchi os bolsos com santinhos. Sai de casa e fomos fazer campanha na feira dos Goianos. Como ainda era cedo e o movimento era fraco, resolvi fazer umas compras no sacolão do Marcão. Peguei um saco plástico bem grande e fui colocando as frutas e legumes no seu interior. Comecei pelas bananas. Depois as laranjas; as cenouras; os chuchus; as beterrabas; as batatas; cebolas; alguns jilós, (pra minha sogra); pimentões; (adoro pimentão recheado). Além de abobrinha; goiabas e um abacate. Pra não machucar, deixei os tomates e o pepino pro final. O sacolão já estava repleto de gente. Como já estava de saco cheio, resolvi pegar os últimos itens. Dirigi-me ao lado oposto e peguei os tomates. Quando alcancei o pepino, notei que devido ao peso dos santinhos, a minha bermuda escorregou e caiu aos meus pés. Ai eu fiquei atônito !!! Sem saber o que fazer. E como as cuecas eram da cor "bege pastel", parecia que eu estava literalmente nú no meio da feira. Além de que, a essas alturas, o saco estava pesado e deixei os tomates caírem no chão. Só me lembro de que apoiei o saco e agachei-me pra levantar a bermuda. O povo não estava entendendo nada. De repente, uma senhora, sem querer, quase pisou nos tomates. Ai eu gritei. Cuidado !!! ... Nisso, ela se assustou. Eu, apavorado, prendi a respiração. Quando ela conseguiu desviar, eu já estava vestido. Olha !!! Foi um sufoco danado !!! Francamente. Espero que isso não aconteça com ninguém. E foi assim que eu paguei o maior mico da história. Pois nessa hora, nenhum santinho do candidato me ajudou !!!
Aurélio Enes Patrão
Enviado por Aurélio Enes Patrão em 15/11/2017
Código do texto: T6172927
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Aurélio Enes Patrão
Brasília - Distrito Federal - Brasil
782 textos (61085 leituras)
15 e-livros (3935 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 07:50)
Aurélio Enes Patrão