Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rompendo a solidão

O que pode acontecer quando uma jovem com dificuldades de se comunicar e que se sente excluída por não ter um celular como as outras meninas da sua idade resolve criar um celular imaginário para poder aliviar um pouco a sua solidão? Esta é a ideia inicial do mangá Só você pode ouvir, de Hiro Kiyohara, baseado na história original de Otsuichi.
A protagonista é Ryo Aihara, aluna do primeiro colegial, que não tem amigos, sofre com uma terrível timidez e por não ter um celular num universo onde todas as pessoas vivem ligadas ao aparelhinho. Sem ninguém para conversar e sentindo-se inadequada, Ryo resolve imaginar como seria seu celular, pensando que assim poderia ter o conforto de ter algo apenas seu que estaria sempre por perto. Tudo corre normalmente até o dia em que seu celular imaginário recebe ligações de um número estranho e ela acaba se comunicando com um rapaz chamado Shinya Nozaki, que também tem um celular imaginário. Ryo pensa que enlouqueceu e logo depois acaba entrando em contato com uma mulher chamada Harada, que lhe diz que Ryo não está maluca e que Shinya e ela são reais.
Aos poucos, Ryo e Shinya vão dividindo seus sentimentos e formando um vínculo que os ajuda a romper a solidão e a encontrar um significado para suas vidas.
Enquanto lemos Só você pode ouvir, podemos ver que esta maravilhosa história que mescla romance, drama e uma pitada de fantástico é também um manifesto da necessidade dos jovens de  serem  ouvidos e compreendidos e do sentimento de inadequação tão comum nessa faixa etária, na qual é tão importante se sentir parte de um grupo. Também não podemos deixar de notar a leve crítica à excessiva importância que se passou a dar ao aparelho celular em nossos dias, artefato que se tornou tão presente a ponto de deixar de ser um mero produto utilitário para significar status social, o que  faz aqueles que não o possuem se sentirem estranhos num mundo onde a tecnologia cada vez mais determina as relações sociais.
Embora seja feito para jovens, Só você pode ouvir é capaz de despertar o interesse de leitores adultos por narrar, com sensibilidade e lirismo,  como os protagonistas lutam para vencer a solidão e ser felizes, criando alternativas para escapar de uma realidade opressora e encontrar seu lugar no mundo.
Além do tempo e do espaço, o ser humano sempre tem sentido os mesmos anseios: necessidade de ter alguém em quem confiar e com quem compartilhar os seus sentimentos mais profundos e a maneira inteligente como o autor narra tais temas faz de Só você pode ouvir uma história da qual nunca esquecemos.
Maria Cândida Vieira
Enviado por Maria Cândida Vieira em 14/01/2018
Reeditado em 14/01/2018
Código do texto: T6226007
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Maria Cândida Vieira
Campina Grande - Paraíba - Brasil
2139 textos (117556 leituras)
8 e-livros (350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 05:55)
Maria Cândida Vieira