Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

YOU

Joe Goldberg nos leva à 2° temporada do suspense psicológico que é  satisfatoriamente dramatizado por Greg Berlanti e Sera Gamble, em nossa companheira plataforma Netflix.
De NY para LA, ao que parece recomeçamos uma jornada, onde na realidade Joe está prestes à reproduzir a conhecida conduta compulsiva/obsessiva em relações amorosas, conduta essa que se releva à nós espectadores por meio de precursores originados de sua tóxica infância, que é repleta de traumas e experiências perturbadoras.
À priori Joe se encontra solitário e refugiado em seu mundo: os livros. Na livraria em Nova York, ele assume a função de operador de caixa e instrutor. Nota-se durante toda a trama o quão marcante a literatura se faz na vida de Joe, desde a jaula em que ficara preso por dias, horas ou mesmo semanas quando criança, tendo somente o frio que refrigera e preserva as relíquias literárias, até sua obra estranhamente nomeada "Beck", uma biografia forjada à paixão e vítima de suas torturas, que é por fim assassinada na 1° temporada.
Em Los Angeles, Joe adota uma nova identidade com o intuito de enterrar os fantasmas de seus homicídios, o que certamente não acontece. Isso porque do ponto de vista psicopatológico e dentro do próprio cenário de imunidade em que o personagem é inserido, a sua distorção emocional é acumulativa e gradualmente incontrolável, como veremos no decorrer da temporada com o surgimento de diversas reviravoltas e eventos que despertam estas inclinações.
No depósito *Anavrin*, Love se apresenta a Joe com um comentário amistoso sobre as frutas no corredor iluminado, o qual já havia sido observada. Proprietária do depósito, Love é a nova vítima de Joe, que por coincidência ou ironia, logo também se apaixona devido à convivência e atração inicial.
Além dos episódios reproduzidos em perseguição, ficção policial, suspense e repentina tortura, a temporada nos permite adentrar à "nova" perspectiva de Joe de um ângulo analítico, isso por meio da identificação de mecanismos de defesa e reflexos de um sofrimento psíquico que é manifestado nas relações com Love, Ellie e Delilah, bem como por meio da lembrança dos pais; a carência do afeto materno e paterno é enfatizada e justificada inconscientemente diante da oscilação entre a repulsa por rejeição e a projeção dos sentimentos, por exemplo.
YOU é uma série que nos convida à reflexão para além dos Transtornos de Personalidade e do âmbito da Saúde Mental; trazendo à tona questionamentos à fidedignidade que construímos e alimentamos enquanto sociedade acerca de temáticas sociais como a etnia, o amor e a autonomia do ser humano.

Fernanda Flora
Enviado por Fernanda Flora em 25/03/2020
Código do texto: T6897134
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Fernanda Flora
São Paulo - São Paulo - Brasil, 19 anos
15 textos (349 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/03/20 16:26)
Fernanda Flora