Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MATRIX

THE MATRIX-a trilogia
Por Flavio MPinto

É sempre bom retomarmos alguma discussão boa, ainda mais aquelas que nos trazem inúmeros ensinamentos e em obras de arte como cinema. E a arte lida com a psicologia humana e com o belo, é bom que se diga.
MATRIX é um desses filmes que ninguém sai impune, mesmo aqueles que nada entenderam além dos efeitos visuais. MATRIX, MATRIX RELOADED e MATRIX REVOLUTIONS revolucionaram o cinema em todos os aspectos. O fosso tecno–filosófico aberto por 2001-UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO ampliou-se e o assunto não se esgota levando-nos a raciocinar mais e mais sobre os temas apresentados.
No entanto, apresentar o que se parece pouco visível aos olhares de milhões de cinéfilos, constitue-se uma tarefa fascinante. MATRIX é uma trilogia sustentada inteiramente por mitos e toda simbologia agregada a eles.
As diversas faixas etárias de espectadores observam inúmeros aspectos de acordo com sua formação seja intelectual pura ou colegial ou até de cunho filosófico baseado no conhecimento das grandes religiões.
Contudo, e o que vemos, e o que nos aparece como pano de fundo simbólico é a intensa luta do BEM contra o MAL, das VIRTUDES contra os VÍCIOS  e suas anomalias, tal como nas fábulas. E é esse o enredo da trilogia, mas apresentada de acordo com a época: cibernéticamente.
Desta forma, os três filmes representam os três vestíbulos descritos por H.P. Blavatsky na sua obra  A VOZ DO SILÊNCIO, como veremos a seguir:
  -A sala da Tristeza ou da Ignorância (Matrix I)- onde se vê a Luz, se morre e nasce, redobram-se e aguçam-se os sentidos para iniciaremos a caminhada. É a sala da Iniciação e Neo morre para renascer na MATRIX, deixando para trás sua personalidade de Thomas Underson. É um campo ligado a matéria.
  -A Sala da Instrução ou da Aprendizagem   (Matrix Reloaded), é a sala de Instrução Probatória exclusivamente. Onde conquistamos poderes (Siddhis) que nos auxiliam a dominar os últimos laços que nos prendem à antiga sala da ignorância. È também onde nos apresentam as flores da vida, mas cada flor vem acompanhada de uma serpente enrolada e escondida. É o mundo da grande ILUSÃO, e Blavatsky recomenda que não nos embriaguemos com o perfume narcótico das flores se quisermos atravessar de forma segura essa sala. Tendo aprendido com tua ignorância, foge da sala de Instrução.
 A serpente enrolada simboliza o mundo psíquico das percepções supersensíveis – o mundo dos médiuns, a caminhada na escada de Jacó. É o campo ligado á espiritualidade e da mediunidade.
A Sala da Sabedoria (Matrix Revolutions), vestíbulo onde se desconhecem sombras e a verdade  brilha. Região da Plena Consciência Espiritual. Neo alcança a Iluminação e vai ao encontro do Criador e do seu destino , sacrificando-se pelo seu povo, mas depois de  matar seu Eu inferior( Smith).

Na trama, defrontam-se o povo de ZION/SIÃO, a última cidade humana e outra comunidade de andróides, a CIDADE DAS MÀQUINAS, que cultiva seres híbridos e querem destruir os humanos, pois os julgam inferiores.
A defesa de ZION é conduzida por dois ramos de pensamento: o material/racional dos Conselheiros, dentre eles Hamma(ou Rama), lembrando Ramayana- o que conduziu os homens á Terra prometida após o afundamento de Atlântida,  com o exército de defesa e o espiritual, liderado por MORPHEUS, o deus dos sonhos na mitologia grega,  que busca encontrar, conforme profecia do ORÁCULO, o salvador da comunidade e de sua destruição.
 O ataque dos andróides se dá através do agente SMITH, o Eu inferior de Neo,  e suas réplicas na busca dos humanos e na ferocidade das máquinas vindas da Cidade das Máquinas, perfurando a couraça protetora de ZION. Essas máquinas foram criadas pelo Homem e dotadas de Inteligência Artificial. Passaram ter vida própria, evoluindo a ponto de criarem e produzirem seus próprios seres híbridos ou humanóides em fazendas de criação. E ainda, partirem com objetivo de destruir todo vestígio humano existente. Não são dotadas de sentimentos e emoções, típicos da raça humana que julgam inferiores. Naquele contexto, portanto, as máquinas possuem o poder de dar e tirar a vida dos humanos ou humanóides.
Presentes na trilogia a Trindade Sagrada de todas as religiões com “encarnadas” NEO, MORPHEUS e TRINITY. PAI-FILHO-ESPÍRITO SANTO,  KRISHNA-SHIVA-VISHNU, OSÍRIS-ISÍS-HÓRUS. Denota-se a Iniciação constante nas mais importantes seitas e instituições filosóficas com provas e testes, sem antes colocá-lo a decidir se deseja prosseguir no  seu intento de pertencer áquela ordem, através da ingestão de uma pílula( azul ou a vermelha), como a mostrar que os homens podem ser derrotados pelos seus medos. É o samurai na sua luta pelo propósito, pela honra, pela lealdade. É a perseguição a CRISTO na figura do Iniciado, o único que poderia abalar as estruturas de um império, ordenada por Pilatos. É a luta do bem contra o mal constantemente, sendo que este multiplicando-se mais fácil e rapidamente. É a luta de ARJUNA contra DURYODANA antes da Iluminação( personagens da grande epopéia hindu narrada no Baghavad Gita), na disputa de Neo com Smith e suas réplicas. Vemos a luta do racionalismo contra o humanismo, do coletivismo contra o individualismo, do livre arbítrio contra as emoções, do Criador contra a Criatura, enfim, são tantos os detalhes que só podem ser abordados por partes. Tudo nos conduz a caverna de Platão (ZION) e não é mera coincidência nada que é apresentado no filme. De fato, seus autores pensaram em tudo. Até nos programas que deveriam funcionar sem aparecer, como sendo as interferências estranhas que influenciam diretamente as nossas vidas.
Tive a confirmação ao ver o terceiro filme da série. Sobra até para o Chaveiro, que atua como o deus egípcio Amon, o Senhor das portas, o deus da Medicina, aquele que conduzia os homens á morada dos mortos, ao indicar o andar onde está localizada a FONTE : é o 27º, ou seja, 3³, é trindade multiplicada, potencializada. O número de voltas na chave é de 314, ou Pi. Ou seja, infinitas voltas, na verdade, ao ter o número infinito de voltas para abrir a caverna teria toda eternidade para acordar a humanidade, espaço de tempo dado pelo Arquiteto para aperfeiçoar a sua criação terrena.
Cada personagem tem seu significado calcado na mitologia muito bem encadeado na história do filme, sem margem a dúvidas.
Um verdadeiro deleite para quem gosta e curte filosofia, religiões, artes orientais, civilizações greco-romanas, egípcias, nórdicas e todos os valores por elas apresentados e por Jesus Cristo, Buda, Platão, Sócrates, Aristóteles, Zaratustra, Hermes Trimegisto, outros Avatares e sábios que a antiguidade nos legou.
 E ainda para os amantes da matemática, física e até química. Mas bah, que fôlego!
Mas vamos abordar por partes, como diria o Esquartejador.
O que é ZION? Representa SIÃO, cidadela judéia. Os que confiam no Senhor serão como o monte de Sião, que não se abala, mas permanece para sempre-Salmo 125-1; Sejam confundidos , e voltem para trás todos os que aborrecem Sião- Salmo 128/4
Quem é NEO? É o escolhido pelo Oráculo, ou profeta, para salvar os humanos. Procurado incessantemente pela comunidade de  MORPHEUS / Zion ou Sião, como queiram. Passa pela Iniciação, e a partir do seu livre arbítrio( a escolha da pílula),  inevitável a todos os escolhidos e após intensa preparação, inicia a caminhada da salvação da Terra dos Homens. A peregrinação do povo de Zion em torno de si relembra a de Jesus Cristo. Tal qual a busca do primogênito de uma família da Judéia pelos guardas romanos sobre o qual, diziam os oráculos da época, seria um Rei, NEO é perseguido pelo agente SMITH antes de ser encontrado pela turma de MORPHEUS. É iniciado, logo depois recebe poderes, torna-se mestre e ilumina-se.
Mas quem é MORPHEUS e o que representa? O principal da tríade: o deus grego dos sonhos. Tanto que os três filmes iniciam com sonhos de Neo/Thomas Underson.
Quem é TRINITY? Evoca a Mente pura. Não raciocina e age prontamente na direção do Bem, puro reflexo positivo. Completa a trindade com NEO e MORPHEUS.
Quem é o agente SMITH e o que representa? Representa o oposto de NEO e como toda antítese, não pode viver sem ele( NEO), o seu contrário.
Quem é SERAPHIS? É o deus grego da saúde e da medicina. Foi o guia e protetor do Chaveiro. Estaria preso nas regras da evolução humana? Merovíngio disse para Morpheus,  na cena da sua festa, que o Chaveiro , por sua própria natureza é um meio e não um fim. Um meio para quê? Vocês sabem. Eu sei. A pista de quem representa na mitologia nos dá indícios do destino a seguir por NEO.
Quem são MEROVÌNGEO e PERSÉPHONE?
MEROVÍNGIO representa um grande mago da dinastia dos merovíngeos, magos da época dos Templários possuidores de poderes fenomenais.Diziam que eles poderiam induzir ao orgasmo á distancia, tal como fez Merovíngio com a mulher do restaurante. Na Idade Média os cristãos diziam que esses magos sucumbiriam por não terem virtudes suficientes. E foi no que aconteceu com merovíngio: sumiu do filme sem deixar vestígios após NEO derrotar seus  asseclas. PERSÉPHONE  é a rainha das trevas, filha da Mãe Terra Deméter e guardiã dos segredos dos mortos e esposa de Hades, senhor das trevas. O reino de Hades cheio de mistérios, era protegido pelo terrível rio Estige, que nenhum ser humano podia cruzar sem a permissão do próprio rei. Apenas Hermes podia guiar os poucos escolhidos pelo deus da escuridão na travessia daquele rio. As almas dos mortos não podiam atravessá-lo sem dar uma moeda a Cáron, o velho barqueiro do Estige, que os conduzia até o portal do reino de Hades, onde ficava Cérbero, o temível cão de duas cabeças e cauda de serpente, guardião dos infernos, que devoraria qualquer um, vivo ou morto, que se atravesse a ultrapassar os limites impostos pelas leis do reino invisível. E assim, por ter comido a romã, Perséphone abriu mão da inocência da infância para se tornar a guardiã dos segredos e mistérios de seu sombrio domínio. Lembrar do beijo pedido a Neo em pagamento a uma concessão. No filme , PERSÉPHONE é companheira e praticamente prisioneira de MEROVÌNGEO, ou HADES, o último escolhido antes de Neo e abre mão da sua proteção para sentir o efeito de um beijo.
Quanta semelhança e deixo aos leitores descobrirem nestas linhas o acontecido no filme com essa personagem e também com MEROVINGEO e seus dois guardas gêmeos.
Os SENTINELAS, máquinas destruidoras construídas na Cidade das Máquinas ? Que tal compará-las com os ataques de vírus ás redes de computadores atualmente, ou então ao aumento da violência, que sem controle, desnorteia os cidadãos de bem dada sua intensificação , diversificação de modos de atuação e objetivos, suplantando em muito o Bem?
A luta de ARJUNA contra DURYODANA. No final do terceiro filme representando a luta definitiva do Bem contra o mal, NEO e SMITH se defrontam assistidos pelas réplicas de SMITH. É a representação da Grande batalha de ARJUNA e DURYODANA descrita no BAGHAVAD GITA.

Quem é o ORÁCULO?
Representa o Livre Arbítrio do Ser Humano e sua capacidade de acreditar na previsibilidade e imprevisibilidade do seu destino. É um espírito, não é humano. O Arquiteto disse que se fosse o Pai da MATRIX, o Oráculo seria a Mãe.

Quem é o ARQUITETO? Deus ou Demiurgo, o criador da matéria, de todas as coisas.

Conclusão.
A humanidade necessita de heróis e os vemos das mais diversas formas nas estórias criadas pela cultura de cada povo. São buscados ( os heróis) em momentos de dificuldades e identificam-se com o ambiente psicossocial e histórico em que foram criados.
Neo descobre que tem o poder de controlar as máquinas fora da MATRIX, como a nos dizer que o controle do mal está dentro de nós ou o mal está dentro de nós, e que somente após percorrer o Caminho poderemos nos livrar dele. A nossa prisão está dentro de nós, a caverna de Platão está dentro de nós. O caminho é aquela senda espiritual das correntes filosóficas mais importantes, particularmente as de origem oriental.
É a luta pelo auto-domínio, incessantemente buscado nas religiões orientais, onde se procura atingir um estado de espírito impecável e impermeável á ação dos Vícios.
Se faz necessário evoluir apesar de existirem povos em estado evolutivo atrasado em contraste com a alta tecnologia disponível e em uso.
FLAVIO MPINTO
Enviado por FLAVIO MPINTO em 26/01/2006
Código do texto: T104420


Comentários

Sobre o autor
FLAVIO MPINTO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
551 textos (124901 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/04/21 11:57)
FLAVIO MPINTO