Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O TALISMÃ ESCARLATE, 6: fogo contra água

O TALISMÃ ESCARLATE, 6: fogo contra água
Miguel Carqueija


Vislumbrada no primeiro episódio — quando diversas personagens percebem de maneira paranormal que o talismã de Yuuto perdera sua validade, e ele poderia ser localizado — surge no final do capítulo 5 e se apresenta plenamente neste sexto, Kuezu, pertencente a um dos 12 clãs de “matadores de demônios” (ayakashis, no original – seres do folclore japonês), o clã Jinguji, e que pretende ser noiva de Yuuto, coisa resolvida mais de sete anos atrás, quando ambos eram crianças. Kuezu, uma garota de cabelos cinzentos e muito presumida, vinda da Inglaterra e especialista em magia ocidental, despreza os ayakashis e se mostra a Yuuto numa passagem deserta, zombando da “gata” Himari, guarda-costas do rapaz. Este porém não se lembra de Kuezu e apenas revela timidez e indecisão diante dela. Tendo conseguido manter Himari a distância com uma magia de vento, Kuezu rouba dois beijos ao aturdido Yuuto, até que Himari consegue cortar a barreira de vento com sua espada e Kuezu se vai, afirmando terem sido três beijos (o primeiro fôra no passado). Himari sente-se frustrada por não ter conseguido repelir a adversária, e Yuuto está de todo inocente em relação ao sucedido: ele nada havia encorajado. Como já esclarecido na série desde o primeiro episódio, o garoto (16 anos) não assume sua herança familiar pela qual ele seria um matador de ayakashis. Ele simplesmente não quer, pois isso contraria seu natural bondoso e pacífico.


Resenha do capítulo 6 — “Beijo X gata X beijo” — da mini-série de animação “Omamori Himari” (O talismã escarlate). Adaptação do mangá de Milan Matra publicado entre 2006 e 2013 pela Kadokawa Shoten (Japão). Zexcs Estúdio, 2010. Produção: Seiichi Hachna. Direção: Shinji Ushiro. Roteiro: Katsumi Hasegawa. Música: Yukari Hashimoto.
Elenco de dublagem:
Himari Noihara...............Ami Koshimizu
Yuuto Amakawa...............Daisuke Hirakawa
Rinko Kuzaki...................Iori Nomizu
Taizo Masaki..................Tatsuhisa Suzuki
Shizuku...........................Kei Shindô
Kuezu Jinguji...................Yuki Matsuoka
Lizlet L. Chelsie...............Aski Ôgame


“O Yuuto nunca virá nos destruir. Sua bondade excepcional é um doce veneno. Não vejo mal ou desejo nele de me atacar.”
(Shizuku)

“Sinto-me envergonhada. Tentei matar um ser humano generoso como o Yuuto... quando deveria estar matando vermes como você.”
(Shizuku para Kuezu)


Cenas levemente maliciosas ocorrem neste episódio, como a dos beijos de Kuezu, que levam Himari à depressão. Por ser uma hayakashi transmorfa com natureza de gata, sabia lamber como gata porém nunca beijara alguém. Ela pede um beijo a Yuuto para saber como era e o garoto, super-tímido como é, concede a contragosto ao entender que Himari se ressentia por Kuezu ter conseguido beijá-lo. O efeito do beijo faz aparecerem as grandes orelhas de gata de Himari e ela fica em tal estado de euforia que Rinko (única garota “normal” dentre as amigas de Yuuto) se admira. Mas enquanto isso uma cena dramática acontece na cidade e no terraço do hotel onde Kuezu está hospedada, recebendo certo apoio de um oficial de polícia chamado Kaburagi, por causa de relações familiares.
Shizuku, a ayakashi da água, localiza a chegada da matadora de ayakashis vinda do além-mar. Como vimos nos capítulos anteriores do seriado, Shizuku, ao atacar Yuuto, descobriu que ele não era inimigo dos ayakashis e só queria paz. Ela se tornou amiga incondicional de Yuuto, mas Kuezu é uma verdadeira inimiga, motivada inclusive por ser o seu clã considerado o menos eficaz na guerra contra os ayakahis. Kuezu quer se afirmar como matadora de ayakashis e Shizuku, sabendo disso, a desafia e a enfrenta num grande combate no terraço do hotel, um combate de água contra fogo. A luta é muito difícil e a magia de fogo de Kuezu, muito violenta. Shizuku é uma adversária e tanto, mas seus golpes de água acabam sendo repelidos, forçando-a a se retirar. Os danos causados na estrutura do prédio acabam provocando uma explosão de gás. O inverossímil nisso tudo é que uma batalha sobrenatural dessas proporções passe despercebida, explicando-se tudo com o escapamento do gás, aliás nesta série ocorre muito o cacoete de ruas vazias, de locais vazios, justo onde ocorrem os combates: ninguém aparece fora os protagonistas, ninguém vê de longe sequer os acontecimentos extraordinários.
Detalhe interessante e engraçado neste animê é que Yuuto é uma espécie de anti-herói: não por ser meio cafajeste como costumam ser os anti-heróis, muito pelo contrário, ele possui um grande caráter. Mas porque ele não tem nenhuma vocação para ser herói e enfrentar os inimigos. Yuuto só quer viver em paz com o mundo. Mas como ele agirá agora, com cinco garotas interessadas nele?

Rio de Janeiro, 10 de julho de 2018.


na figura: Yuuto, ao centro, cercado por suas admiradoras: Kuezu, Lizlet, Rinko, Himari (talismã escarlate) e Shizuku.
Miguel Carqueija
Enviado por Miguel Carqueija em 10/07/2018
Reeditado em 10/07/2018
Código do texto: T6385973
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Carqueija
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 70 anos
2387 textos (119767 leituras)
49 e-livros (4444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/18 18:12)
Miguel Carqueija