Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TIRADENTES - Joaquim José da Silva Xavier - O HOMEM QUE SE ENVOLVEU COM A LIBERTAÇÃO DE MINAS GERAIS...

PEREIRA, J B. O desafio da escola democrática na era das novas tecnologias: Como educar no contexto da globalização?
Disponível em: https://www.amazon.de/desafio-escola-democr%C3%A1tica-novas-tecnologias/dp/3639684680>. 21. Jul. 2014. 9. Certificado de Projeto Alimentação através de ...
__________________________________
A verdade Sobre a Maçonaria
https://www.youtube.com/watch?v=P9X7UDrzUxA

6 SEGREDOS revelados da Maçonaria
https://www.youtube.com/watch?v=k6reIwWB5Gg
______________________________

Joaquim José da Silva Xavier,

 (Fazenda do Pombal,[1] batizado em 12 de novembro de 1746 — Rio de Janeiro, 21 de abril de 1792)

o Tiradentes foi um dentista, tropeiro, minerador, comerciante, militar e ativista político que atuou no Brasil, mais especificamente nas capitanias de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Personagem símbolo da conspiração denominada Inconfidência Mineira, é patrono cívico do Brasil, além de patrono das Polícias Militares e Polícias Civis dos Estados.[2]

Desde o advento da República no Brasil (1889), Tiradentes é considerado herói nacional: o mártir foi criado pelos republicanos com a intenção de ressignificar a identidade brasileira.[3]

O dia de sua execução, 21 de abril, é feriado nacional. A cidade mineira de Tiradentes, antiga Vila de São José do Rio das Mortes, foi renomeada em sua homenagem.

Seu nome está inscrito no Livro dos Heróis da Pátria desde 21 de abril de 1992."

Referências

 1. A Fazenda do Pombal está localizada em terras pertencentes hoje ao município de Ritápolis e que na época eram disputadas por São João del-Rei e São José do Rio das Mortes. Esta disputa foi resolvida somente em 1755 em favor da Vila de São José. Há ainda hoje, todavia, uma disputa por esses três municípios (Ritápolis, São João del-Rei e Tiradentes) sobre qual seria considerada a cidade natal de Tiradentes.

2, ↑ Ir para: a b «9 mitos e uma verdade sobre Tiradentes e a Inconfidência Mineira». Nova Escola. Consultado em 1 de maio de 2017

3, Ir para cima ↑ «Tiradentes: da inconfidência do século XVIII à crise política do século XXI». Jornal do Brasil. Consultado em 1 de maio de 2017

https://pt.wikipedia.org/wiki/Tiradentes
__________________

https://noticias.bol.uol.com.br/bol-listas/15-curiosidades-sobre-tiradentes-que-voce-nao-aprendeu-na-escola.htm

Alferes, uma espécie de segundo-tenente...

- Veja mais em https://noticias.bol.uol.com.br/bol-listas/15-curiosidades-sobre-tiradentes-que-voce-nao-aprendeu-na-escola.htm?cmpid=copiaecola
____________________
Tiradentes | Nerdologia 226

https://www.youtube.com/watch?v=wADmQiM8XZY
_______________________________


Versão 1: Tiradentes enforcado!

A verdade sobre Tiradentes (curso intensivo com Marco Antonio Villa)
 
No início, há uma reportagem que o historiado (não o Ant. Villa) afirma que Tiradentes foi enforcado e esquartejado.

BARBOSA, Waldemar de Almeida, A Verdade sobre Tiradentes, Instituto de História, Letras e Artes, Belo Horizonte, s/d.

– A Verdade sobre Tiradentes. BH: Instituto Histórico de Arte, 1961.
https://ihgb.org.br/perfil/userprofile/vabarbosa.html
https://www.estantevirtual.com.br/livros/waldemar-de-almeida-barbosa

W. Barbosa (Dores do Indaiá, 23 de outubro de 1907 — Belo Horizonte, 4 de dezembro de 2000)  afirmava que houve tentativas de esvaziar a Inconfidência de Minas contra Portugal e mitificar Tiradentes.
Mas, Tiradentes existiu e foi enforcado segundo os autos da sua condenação no Rio de Janeiro. A Maçonaria ainda estava começando nas Américas e não pode evitar o enforcamento de Tiradentes.
https://pt.wikipedia.org/wiki/Waldemar_de_Almeida_Barbosa

https://www.youtube.com/watch?v=2mEBkT-0zi0
___________________

A HISTÓRIA POR TRÁS DE TIRADENTES
https://www.youtube.com/watch?v=dKXwQHCDV4Q

Versão 2 – Tiradentes não foi enforcado, mas substituído por força da maçonaria.


Quarta-feira, 27 de Abril de 2016
Tiradentes: verdadeiro herói ou mártir criado?

“...mas que somente souberam das diligências públicas, e particulares, que fazia o réu Tiradentes, para induzir gente para o levante, e estabelecimento da república
Portanto condenam o réu Joaquim José da Silva Xavier, por alcunha o Tiradentes, alferes que foi do Regimento pago da Capitania de Minas, a que, com baraço e pregão seja conduzido pelas ruas públicas ao lugar da forca, e nela morra morte natural para sempre, e que depois de morto lhe seja cortada a cabeça e levada a Vila Rica, onde no lugar mais público dela, será pregada em um poste alto, até que o tempo a consuma, e o seu corpo será dividido em quatro quartos, e pregados em postes, pelo caminho de Minas, no sítio da Varginha e das Cebolas, onde o réu teve as suas infames práticas, e os mais nos sítios das maiores povoações, até que o tempo também os consuma, declaram o réu infame, e seus filhos e netos tendo-os, e os seus bens aplicam para o Fisco e Câmara Real, e a casa em que vivia em Vila Rica será arrasada e salgada, para que nunca mais no chão se edifique, e não sendo própria será avaliada e paga a seu dono pelos bens confiscados, e mesmo chão se levantará um padrão pelo qual se conserve em memória a infâmia deste abominável réu; […]
E assim, numa manhã de sábado, 21 de abril de 1792, Tiradentes percorreu em procissão as ruas do centro da cidade do Rio de Janeiro, no trajeto entre a cadeia pública e onde fora armado o patíbulo. O governo geral tratou de transformar aquela numa demonstração de força da coroa portuguesa, fazendo verdadeira encenação.

 
Durante todo o processo, ele admitiu voluntariamente ser o líder do movimento, porque tinha a promessa que livrariam a sua cabeça na hipótese de uma condenação por pena de morte.”

                                     Diego Bayer é Advogado criminalista, Doutorando em Direito Penal, Professor de Penal e Processo Penal da Católica de Santa Catarina e autor de obras jurídicas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] http://cafehistoria.ning.com/forum/topics/at-onde-verdadeira-a-hist-ria-da-inconfid-ncia-mineira-que
CHIAVENATO, Júlio José. Inconfidência Mineira – As Várias Faces. São Paulo: Contexto, 2000.
AQUINO, Rubim Santos Leão de; BELLO, Marco Antônio Bueno; DOMINGUES, Gilson Magalhães. Um sonho de liberdade: a conjuração de Minas. São Paulo: Editora Moderna, 1998.
MACEDO, Joaquim Manuel de (1878). "7". Memórias da Rua do Ouvidor [S.l.: s.n.] p. 227. ISBN 8523001107. Digitalizado por Google Livros.
COSTA E SILVA, Paulo (1 de abril de 2007). "A outra face do alferes". Revista de História da Biblioteca Nacional. Consultado em 7 de abril de 2010.
BARBOSA, Waldemar de Almeida, A Verdade sobre Tiradentes, Instituto de História, Letras e Artes, Belo Horizonte, s/d.
JARDIM, Márcio. A Inconfidência Mineira: uma síntese factual. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército Editora, 1989.
MAXWELL, Kenneth. A devassa da devassa: a Inconfidência Mineira: Brasil-Portugal – 1750-1808. São Paulo: Paz e Terra, 1985.
SILVA, Joaquim Norberto de Sousa e. História da Conjuração Mineira, Rio de Janeiro, 1860

Disponível em: http://www.pliniotomaz.com.br/downloads/tiradentes.pdf. Acesso em 18 abr. 2016.

Disponível em: http://seguindopassoshistoria.blogspot.com.br/2009/09/tiradentes-o-homem-por-tras-do-mito.html. Acesso em 18 abr. 2016.

Disponível em: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2014/04/advogado-contesta-versao-e-diz-que-tiradentes-morreu-careca-em-mg.html. Acesso em 18 abr. 2016.
Disponível em: http://www.revistadehistoria.com.br/secao/capa/a-outra-face-do-alferes. Acesso em 18 abr. 2016.

Disponível em: http://cafehistoria.ning.com/forum/topics/at-onde-verdadeira-a-hist-ria-da-inconfid-ncia-mineira-que. Acesso em 18 abr. 2016.

Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Tiradentes. Acesso em 18 abr. 2016.

Disponível em: https://pt.wikisource.org/wiki/Senten%C3%A7a_proferida_contra_os_r%C3%A9us_do_levante_e_conjura%C3%A7%C3%A3o_de_Minas_Gerais. Acesso em 18 abr. 2016.

Disponível em: https://pt.wikisource.org/wiki/Auto_de_devassa_a_que_mandou_proceder_o_Doutor_Desembargador_Pedro_Jos%C3%A9_Ara%C3%BAjo_de_Saldanha,_em_15_de_junho_de_1789. Acesso em 18 abr. 2016.
 
http://justificando.cartacapital.com.br/2016/04/27/tiradentes-verdadeiro-heroi-ou-martir-criado/
J B Pereira e https://www.youtube.com/watch?v=2mEBkT-0zi0
Enviado por J B Pereira em 05/12/2017
Reeditado em 09/12/2017
Código do texto: T6191107
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J B Pereira
Piracicaba - São Paulo - Brasil
1470 textos (721001 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 07:13)