Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Assassinato no Expresso do Oriente

Era aproximadamente meia-noite, ou um pouco mais, quando uma imensa nevasca para o Expresso do oriente. Um fato raro, era esse requintadíssimo trem, totalmente lotado nessa época do ano. Se não bastasse a nevasca, logo ao amanhecer, uma pessoa seria subtraída do trem.
Um americano, que outrora, fora o mentor do caso Armstrong, fora encontrado morto em sua cabina, com doze facadas. Hercule Poirot fora chamado para elucidação desse caso.
Na cabina do morto, foram encontradas algumas provas, entre elas: Um relógio danificado, sendo que seus ponteiros marcavam 01.15 Horas. Um limpador de cachimbo. Um lenço com a inicial H e um robe vermelho.
Algumas perguntas pairavam no ar e seriam decifradas por Poirot, que são:
A quem pertencia o lenço com a inicial H?
Quem deixou o limpador de cachimbo?
Quem usava o robe vermelho?
Será que o assassinato aconteceu, realmente naquele horário que estava no relógio?
O crime ocorreu antes ou depois de 01.15 horas
Seriam essas 12 facadas, aplicadas todas por um único assassino ou haveria a participação de outros mais?
Como sempre, com toda desenvoltura, Hercule Poirot decifrara esse enigma, apresentando não apenas uma, como duas soluções parra o caso.
 
ISBN- 978-85-209-2354-2
Tradução – Archibaldo Figueiroa
Nova Fronteira, rio de Janeiro, 2009
224 páginas
 
 
 

 
Simplesmente Gilson
Enviado por Simplesmente Gilson em 04/09/2019
Código do texto: T6737334
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Simplesmente Gilson
Mucuri - Bahia - Brasil, 56 anos
849 textos (44788 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/09/19 06:12)
Simplesmente Gilson