Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Antes do Incal

Em um futuro distante, a humanidade está sujeita a corrupção e a depravação de uma forma nunca vista. A ciência e a tecnologia são controladas pelos sectários tecnosacerdotes, onipresentes e capazes de fazer qualquer coisa, contudo não conseguem ver o desenvolvimento humano ante a classe média embrutecida, entrega de corpo e alma às drogas e a televisão 3D e a classe aristocrata debravada, que vive entre orgias e diversões bárbaras para matar o tédio de seu dia-a-dia. É nesse universo estranho que somos apresentados a John Difool, um medíocre detetive particular, que só trabalha para manter o vício, ou melhor, os vícios – bebidas, alucinógenos e prostitutas sintéticas. Um personagem singular, que encontrará o Incal, e será responsável pelo destino de um Universo.
Este é o enredo de Incal, uma série de ficção cientifica em quadrinhos, escrita pelo cineasta e quadrinista chileno Alexandro Jodorowsky e ilustrada pelo francês Moebius que marcou o cenário do gênero durante a década de 80. Após duas décadas, a editora Devir traz a obra que difundiu o tema cyberpunk na ficção-cientifica e inspirou diversos escritores e artistas pelo mundo, um dos ícone de FC mais aclamado da história.
 Em 2006, a Devir lançou a série inicial, agora traz ao público leitor Antes do Incal (Avant L'Incal, tradução de Marquito Maia, 96 páginas, R$42,00), um retorno às origens do personagem John Difool, e o périplo da construção de sua personalidade.
Antes do Incal é o primeiro volume da trilogia, e terá Jodorowsky no argumento e o iuguslavo Zoran Janjetov nos desenhos. Essa nova série foi criada depois do final da obra original, exatamente para desenvolver conceitos e personagens apresentados em Incal. As histórias deste primeiro volume são originárias de dois volumes: Avant L'Incal Tome 1: Adieu Le Père (Adeus ao Pai) e Avant L'Incal Tome 2: Détective Privé de Classe "R" (Detetive Particular Classe "R").
Narra a infância de Difool, no Anel Vermelho da Cidade-Poço da Terra #2014. Sua mãe era prostituta, e o garoto que levava os clientes para ganhar alguns trocados, já seu pai, era um ladrão com ares de inventor, pois através de seus engenhos vivia de pequenos furtos.  Ali, cresce e aprende a viver, perde a mãe que se suicida e o pai, Oliver Difool após um furto fracassado é condenado a “remodelagem” e é transformado em um corcunda, um repressor policial. Sua juventude sempre metida em confusões até o primeiro caso como detetive: descobrir por que as prostitutas do Anel Vermelho não têm filhos.
Um trabalho célebre, com uma história bem detalhada, vemos por exemplo, como Deepo, a gaivota de concreto se tornou seu companheiro de aventuras, as primeiras aparições de personagens importantes em Incal como o Prez, o tecno-papa e o Meta-Barão. O chileno traz um trama policial, bem direto, sem as abordagens metafísicas da série original, Janetov une a história um traço mais que semelhante ao de Moebius, trabalhando nas impressões violentas, na degradação, na obscuralidade do universo de Incal.
Uma edição bem feita, caprichada, com capa de José Ladrónn, Antes do Incal – volume 1 vale cada centavo. Quadrinhos adultos sem defeito.


Cadorno Teles
Enviado por Cadorno Teles em 01/10/2007
Código do texto: T676447
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cadorno Teles
Amontada - Ceará - Brasil, 41 anos
76 textos (69187 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 12:09)
Cadorno Teles