Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Meu xodó
 

Sua presença desfez o nó
Que solidão, me deu um dia
Hoje, não mais me sinto só
Minha musa, eterna poesia
 
Tu és sempre o meu xodó
Também a razão, da minha alegria
Sua presença desfez o nó
Que solidão, me deu um dia
 
Ela de mim, não teve dó
O desamor é a sua iguaria
Quis ser o efeito, dominó
Que me causasse nostalgia
Sua presença desfez o nó
 

Valdomiro Da Costa 28/11/2017

 

 Interação

 

Conceito poético
 

Sem atar os nós à poesia
Livre de falso conceito
Seja noite ou seja dia
As rimas sem preconceito
 
Vem e sempre nos alivia
Coração a sofrer no peito
Sem atar os nós à poesia
Livre do falso conceito
 
A sua dor explode alegria
Dores a fingir o seu feito
Escreve um sofre em magia
A ganhar aplausos perfeitos
Sem atar os nós à poesia
 

SanCardoso 28/11/2017
 


 Interação


Cá para nós
 

Tu, minha perfeita poesia
Que toda mente adora ler
É mensageira da alegria
Que transborda eu meu ser
 
Eu procuro-te noite e dia
A fim de mih’alma esquercer
Tu, minha perfeita poesia
Que toda mente adora ler
 
Ficar sem ti como seria?
Isso não pode acontecer
Acho até que morreria
Cá para nós. És meu viver
Tu, minha perfeita poesia
 

Madalena de Jesus 29/11/2017
 


 
SEMPREPOETA
Enviado por SEMPREPOETA em 28/11/2017
Reeditado em 30/11/2017
Código do texto: T6184267
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
SEMPREPOETA
Sumaré - São Paulo - Brasil
986 textos (66854 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:49)
SEMPREPOETA