Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Desprezado

Subindo a rua da ladeira
Em busca do seu amor
Por ser um eira nem beira
Tratáva-me com'um inferior

Almejava só um doutor
Levava-me na brincadeira
Subindo a rua da ladeira
Em busca do seu amor

Preferiu ficar solteira
Deu ouvidos ao seu mentor
Jamais perdi a estribeira
E logo me tornei vencedor
Subindo a rua da ladeira


*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*/*
Interação

Da amiga poetisa HLuna

FOI ASSIM

Na descida da ladeira,
distraído, escorreguei,
enquanto tu bem faceira,
rias de mim, bem o sei.

Porém não me machuquei,
pois usava joelheira.
Na descida da ladeira,
distraído, escorreguei.

Com dinheiro da carteira,
uma flor pra ti comprei
e, sei lá por que maneira,
por ti eu me apaixonei
Na descida da ladeira.

 
Fernando Antonio Pereira
Enviado por Fernando Antonio Pereira em 12/06/2018
Reeditado em 21/06/2018
Código do texto: T6362475
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Antonio Pereira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 70 anos
1052 textos (9127 leituras)
4 e-livros (72 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/06/18 14:54)
Fernando Antonio Pereira