Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VERSOS PLANGENTES

*Fanny*

Choram versos, perdidos em labirintos,
orvalho da noite num tormento impiedoso…
Correm lágrimas em cascatas de infinitos
sobressaltos… Saudade atroz em alvoroço.

Por que chora a poesia desfolhada de rima?
Por que as estrelas esconderam o seu cintilar
e o vento trouxe as brumas que tudo dizima?
E o Sol, por que desbotou o azul do meu olhar?!

Procuro afagar versos nos livros da memória...
Quiçá eu encontre em laudas amarrotadas
pedaços de sorrisos lembrando histórias?!...

Abrem-se as janelas da alma, sopram brisas
no coração... mas o vendaval das mágoas
varre as pétalas do sonho... o céu aterroriza!
.
Fanny Estrela
Enviado por Fanny Estrela em 03/08/2008
Código do texto: T1111279

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fanny Estrela
Portugal
230 textos (7577 leituras)
1 e-livros (100 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/06/19 12:11)
Fanny Estrela