Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                                                                                                            
                                                                                                                                     
                                      EU E O MAR

               
Neste bravio mar,eu sinto as minhas dores.
               Antes,tudo era calmo e sempre bem ameno;
               lembrando a minha vida entre tantos amores,
               revejo a doce paz de um lago bem sereno.

               E assim vou caminhando,a procurar valores
               que tornem meu viver envolto de amor pleno.
               Mas tenho muita angústia ao ver tantos horrores,
               sem conseguir,jamais,de alguém alegre aceno.

                E comparando ao mar o meu triste destino,
                sempre muito saudoso,eu volto a ser menino
                para esquecer o mal que na vida me atinge.

                E então vou prosseguindo,em busca só de paz
                nesta triste existência em que tudo é fugaz
                e onde momentos há em que apenas se finge.


                                                                       (Soneto alexandrino)


Alda Corrêa Mendes Moreira
Enviado por Alda Corrêa Mendes Moreira em 30/08/2008
Reeditado em 02/12/2008
Código do texto: T1154208
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alda Corrêa Mendes Moreira
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
213 textos (16008 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 16:57)
Alda Corrêa Mendes Moreira