Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto Dote

 Longe do sacrifício,inútil e estéril
 Do braço que fere, ao sublime aconchego
 Do holocausto,a paciência, o sossego
 Da indiferença, ao afeto precedente

 Mas ao que retrata, não dirá compaixão,
 Tal quanto ao medo se dê a estrutura,
 Que a nua imagem grega seje rasurada,
 Se não for sóbrio o toque que me afaga

 Que não se manifeste o suplício,
 E quão pouco, seu mortificante efeito agrade
 Pois se tornará transparente toda a incerteza

 Porque os olhos são autores da verdade,
 A realeza do amor, inimiga da astúcia
 E é então o mar de dúvidas transborda o princípio sem fim.
Lidianery Massari
Enviado por Lidianery Massari em 20/03/2006
Código do texto: T125633


Comentários

Sobre a autora
Lidianery Massari
Jacutinga - Minas Gerais - Brasil, 35 anos
17 textos (557 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/04/21 17:10)
Lidianery Massari