Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Embalagem de Poeta

Um olhar de onde mil palavras jorram sentimento
Um sorriso sonhador de imigrante buscando solução
Formam a embalagem do poeta buscando alento
Numa aquarela singela e sensível chamada coração.



Retorno quase incoerente para o mundo dentro de mim
Como gôndolas trafegando no canal chamado alma
Buscando o tempo que recortado em retalhos de cetim
Deixou traços irrequietos em lampejos que não acalma.



Ah, embalagem rústica e fugidia que engloba meu ser!
Faz-me prisioneira dos estigmas e rimas da paixão
Numa dança exótica, num jardim, sem rosas para colher...



Como Narciso admirando-se numa lágrima a verter
Ou o velado pudor de uma ninfa cheia de ilusão
Debulho-me nos braços de Zeus buscando prazer.

Norma Bárbara
Enviado por Norma Bárbara em 26/05/2009
Código do texto: T1616339

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Norma Bárbara
Miracema - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
289 textos (6891 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/20 01:34)
Norma Bárbara