Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As cartas

As cartas

Todo dia eu ia no correio
enfrentar aquela sem fim fila
pegava sua carta com total enleio
e saia fagueiro pelas ruas a exibi-la

Sonhava em meu sonho de amor devoto
ler que tua volta enfim se consumaria
mas meus olhos vivos ficavam mortos
ao ler a negação da minha alegria

Dizias sempre em letras tortas
frias e sem qualquer gota de poesia
que ficarias por mais uns dias

e minha esperança sempre devota
foi definhando na melancolia
 e o amor foi aceitando a derrota.

Tito Livio Lisboa
Enviado por Tito Livio Lisboa em 26/06/2009
Código do texto: T1668612

Comentários

Sobre o autor
Tito Livio Lisboa
Recife - Pernambuco - Brasil, 34 anos
187 textos (3324 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 03:30)
Tito Livio Lisboa