Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATO INSANO

ATO INSANO

Hoje me entreguei ao ato insano
Com os lábios toquei os dela
Tudo que fiz foi sem plano,
Mas que horrível sensação foi aquela.

Não demorei a perceber o engano
A mulher que sonhava não era ela
E será que posso reparar o dano
Desculpando-me a minha Cinderela?

Talvez ela sequer me perdoe
O que fiz não é coisa que se faça
Isto não é certo que coisa feia!

E se meu arrependimento sincero não soe,
Que não me venha a desgraça
De me engraçar com mulher alheia.

                    FERNANDES OLIVEIRA
Poeta Fernandes
Enviado por Poeta Fernandes em 09/06/2006
Código do texto: T172045
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Fernandes
Praia Grande - São Paulo - Brasil
128 textos (5056 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/03/19 18:10)
Poeta Fernandes