Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Depressão

Eu olho para mim e me contemplo,
em vez de me esquecer e olhar o mundo
ao meu redor; me encontro num profundo
emaranhado de senões, sem tempo

até de nortear a minha vida.
O meu interior é um vulcão
em plena atividade, porém não
se rompe, não se esvai, não tem saída.

E esse emaranhado de senões
que toda minha vida se tornou
me dificulta até seguir caminho,

inviabilizando as decisões.
Então, eu me contemplo como estou,
e já me vejo triste, em desalinho.
Paulo Camelo
Enviado por Paulo Camelo em 22/05/2005
Código do texto: T18999
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Camelo
Recife - Pernambuco - Brasil, 72 anos
936 textos (291442 leituras)
36 áudios (11201 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/20 06:45)
Paulo Camelo

Site do Escritor