Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Poesia que eu quero

A poesia que eu quero, ora se quero!
Celito Medeiros

Quero uma boa poesia como eu quero
Assim o quero-quero um arpão lhe cai
Peregrino das palavras como um ferro
Em doces rimas que tanto sonho atrai

Não quero mudar meu amor de outrora
Mesmo alimentando um pássaro voraz
Quero doce melodia que a palavra traz
Para encantar-me da noite até a aurora

Quero rebuscar o canto destas manhãs
Comer o doce mel das melhores maçãs
Embalado pelas sentenças mais nobres

Não quero apenas pensamentos pobres
Nem mesmo aplaudir só meros acordes
Quero contemplar as escritas de avelãs!

http://www.celitomedeiros.com
Celito Medeiros
Enviado por Celito Medeiros em 28/01/2010
Código do texto: T2056181

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (lei 9.610). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Celito Medeiros
Curitiba - Paraná - Brasil, 68 anos
21 textos (11344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/19 03:18)
Celito Medeiros