Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

soneto de eu morrido

aqui jaz...
um coração que um dia amava,
coração que em ser-se só
                                                                   sozinho
                                                      errava,
e eu menino, com o mundo eu fiz promessas,
com o mundo, eu fiz canções,
eu fui poeta,

coração descorçoado de eu exílio,
de eu voado, que avoava co
delírio,
de eu perdido, de eu sem reza ou providência,
eu mendigo, que co
                                                       mundo
                                     era-se
                                                 ausência,

aqui jaz...
meu coração desobrigado,
descansado, um coração de sonho e fada,
que vivera sem destino
e deslocado,     aqui jaz um coração de alma cansada,

coração de fardo estulto e
também farda,
de eu menino com o mundo
                        e sem mais
                        nada.
andré boniatti
Enviado por andré boniatti em 03/10/2006
Reeditado em 17/01/2017
Código do texto: T255230
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
andré boniatti
Corbélia - Paraná - Brasil
297 textos (46136 leituras)
17 áudios (994 audições)
13 e-livros (749 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 07:45)
andré boniatti