Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

              “Delírios lilases“
 
Como saber de mim... Se escondida estou
Num olhar alagado de frases prometidas?
Estou, nas horas que o tempo me negou...
Em cacos de saudades tênues, desasistidas!
                                      ***
Estive sempre na resistência das fronteiras
Guardei-me nos ventres de sonhos audazes
Cantei nos suspiros duma ilusão primeira
Provei do arco íris em meus delírios lilases!
                                    ****
 Fui longe e tão perto quis meu sonho edificar
 Se um cristal o descrevesse, diria o mais bonito...
Um solitario a espera de um lírio ou um jacinto!
                                     ****
 Direi mais tarde, quando algum dia me reencontrar!
 Que tentarei recompor-me sob os cacos que pisei...
 E sabedor de mim, será o aceno no olhar de quem amei!
                                    ****
 
11/02/2011
IZA SOSNOWSKI
Enviado por IZA SOSNOWSKI em 11/02/2011
Reeditado em 12/02/2011
Código do texto: T2786656

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
IZA SOSNOWSKI
Minas do Leão - Rio Grande do Sul - Brasil
516 textos (20256 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 00:01)
IZA SOSNOWSKI