Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO NERUDIANO

SONETO NERUDIANO.



Para a Senhora Minha e Muito Amada.




Se Pablo Neruda escreveu
Cem sonetos para Matilde
E som de madeira lhes deu
Eu os poetarei sem revide.
         
         
         Tanto outros, talvez mil
Poemas para a Glauci
Com som líquido de cristal
E azul como céu de anil.


Dos Andes ofereceu-lhe a brancura
Sou pobre, nada tenho para te dar
Apenas dos anjos dou-te a candura.


Neruda dar-lhe-ia o mar
Eu dar-te-ei o meu coração
A minha geografia de amar.

Eráclito.

04-01-2006.




Eráclito Alírio da silveira
Enviado por Eráclito Alírio da silveira em 02/12/2006
Código do texto: T307439
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eráclito Alírio da silveira
Imaruí - Santa Catarina - Brasil, 75 anos
889 textos (143322 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 17:40)
Eráclito Alírio da silveira