Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SER POETA É SER BÁRBARO ( soneto em versos bárbaros)

SER POETA É SER BÁRBARO


O poeta fertiliza as nebulosas, procria
Combate o conflito, usando letras como esgrima
Escreve ser o nada, no todo não há rima
Assim sendo, ser poeta, é ser criador, não ser cria

A angustia é para o poeta sua melhor existência
Dor, tristeza, solidariedade e muito amor
Onde está o Onipotente se não no verbo mor
E o verbo onde está se não no poder da poesia?

Sorumbática, no entanto deleitosa sina...
O prazer de imortalizar a dor na partida
Nasceu o poeta como filosofia introvertida?

Então poeta materialize-se e a dor me ensina
Traga-me nova vida, e que o suicídio se vá...
Neste soneto deixo meu grito: vou “poetá”





 

Não há poesia inédita, há PseudoPoetaMarcelo.
Marcelo ShytaraLira
Enviado por Marcelo ShytaraLira em 25/01/2007
Código do texto: T358594


Comentários

Sobre o autor
Marcelo ShytaraLira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
33 textos (1492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 21:48)
Marcelo ShytaraLira