Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Último suspiro

Poupo a chegada do sombrio leito,
último suspiro a este triste afeto,
porque ainda vives de mim tão perto,
não tratando-me do devido jeito?
 
Sei que não existe um amor sem defeito,
nem um coração totalmente certo,
todavia, sei que para o amor desperto
e assim, triste fecho os olhos e deito.
 
Terrível desprezo a uma face linda
o que antes foi amor tornou-se tormento.
Você me tirou tudo em sua vinda.
 
Suspiro fatal eu te espero atento,
não sei ainda se finda essa alma vinda,
sei apenas que corro de encontro ao vento.
Carllos Eduardo Carvalho
Enviado por Carllos Eduardo Carvalho em 10/02/2007
Reeditado em 10/05/2020
Código do texto: T376171
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Carllos Eduardo Carvalho
São Paulo - São Paulo - Brasil
8 textos (314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 01:07)
Carllos Eduardo Carvalho