Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO SEM ALEGRIA

Hoje,tudo concebido,
A fuga,lágrima,dor,
Febre,greve de fome,
Ao que chamamos "amor".

Tristeza de hora assim,
Em mim,cansaço extremo,
Esperei gôtas de orvalho,
Bebi,fui ver...é veneno!

Debalde o dia rompe,
Consome a minha quimera
E a noite vem o tremor...

Fixo o olhar no horizonte,
Finda a alma nessa espera;
É o que chamamos "amor".
Gilberto de Carvalho
Enviado por Gilberto de Carvalho em 20/02/2007
Código do texto: T387765
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Gilberto de Carvalho
Pirajuí - São Paulo - Brasil, 48 anos
320 textos (22098 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 09:50)
Gilberto de Carvalho