Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto






“FILHOS DO DESCASO”.


Ainda que eu fosse um bastardo
Eu não desprezaria um filho meu,
Ainda que eu não fosse bem criado
Eu criaria bem, quem sem culpa nasceu.

Nenhum passado justifica...
Tratar mal, os seus descendentes,
Seja de família pobre ou rica
Um filho nasce inocente.

Deixar um filho a própria sorte
É o mesmo que jogá-lo a morte,
É ser a própria maldade.

Estando onde estiver...
De classe social qualquer,
É um ser sem piedade. 







Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 02/03/2007
Código do texto: T399275
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 63 anos
3954 textos (276206 leituras)
185 áudios (36731 audições)
9 e-livros (7845 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 23:18)
Antonio Hugo