Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Partisse...

Partisse...

Partisse às 10 horas, ao telefone sentenciasse a morte desse amor
Rasgaste o véu da inocência pura, porque achastes instável o coração
Parou o tempo, sem tempo de chorar e tornaram-se vazias as horas
Ao telefone, sem olhar nos olhos, sem um ultimo adeus, egoísta...

Jogas-te fora as rosas, que ficaram a enfeitar a lata do lixo solitário
Onde foste certeza, agora solidão, e nunca mais emoção, paixão
E este quebrado coração sangrou, sem entender o que era amor
Transformou-se na dor, mas mesmo assim deixou que você partisse

E agora teu mar agitado encontrou a mansidão dos ventos vivos
Em outros portos aportaste, pois a insegurança não mais assola
E a Vanessa não canta mais na mata, agora chora calada...

Verciliano Jorge desuniu as coisas em pequenos cristais de lembranças
E deixamos para traz a saudade de tudo aquilo, que não vivemos
Mas trouxemos as marcas deixadas na alma, chamadas saudade...


Edson Junior 17/01/2017
Edson Junior
Enviado por Edson Junior em 17/01/2017
Código do texto: T5884939
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Junior
Recife - Pernambuco - Brasil
234 textos (7086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 23:36)
Edson Junior