Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto famélico


Rescaldo da pobreza epidêmica
por sob as cinzas da falsa moral
dormi a minha infância espectral:
Um lactente da esperança anêmica.

Sobrevivente da fome sistêmica,
que senta à mesa dos faustos jantares,
vivi a juventude e seus pesares,
no sobejar da fome ecumênica.

Hoje me escondo da caquexia,
a grande epidemia planetária,
atrás de uma covarde poesia.

Faço da fome obra literária;
sirvo no prato da ortografia
sinópses de poética culinária.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 11/10/2005
Código do texto: T58879
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
1632 textos (79290 leituras)
300 áudios (2536 audições)
13 e-livros (5076 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 03:32)
Herculano Alencar

Site do Escritor