Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Guardião da Meia Noite

               Baseado na obra (romance) homônima de Rubens Saraceni.

Quando, após a morte, o corpo em prisão
Se converte do espírito que outrora o habitou
É sinal inequívoco do quanto a tola ilusão
Materialista ao fim humilhante o levou.

Rogando aos Céus, não soube, impaciente,
Pelo socorro Divino e infalível aguardar.
Não viu ali mais uma lição da Luz procedente
E, louco, às Trevas por ajuda foi clamar.

Desceu o quanto pôde nos poços da maldade
Atendendo a seus medos e desejos de vingança,
Por isso causando e sentindo também muita Dor.

Até que, arrependido, implorando por liberdade
Ergue os olhos ao Alto e sente a Luz da Esperança;
Hoje, Guardião da Lei, amparado pelo justo Amor.
                                                                   Cícero – 31-03-17
Cícero Carlos Lopes
Enviado por Cícero Carlos Lopes em 31/03/2017
Código do texto: T5957375
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cícero Carlos Lopes
Ferraz de Vasconcelos - São Paulo - Brasil, 43 anos
374 textos (6591 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/19 06:14)
Cícero Carlos Lopes