Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Ossos do ofício

O esqueleto curvo pelos anos,
que nos ombros ostenta uma caveira,
abrigou uma alma verdadeira,
que fora em vida algum parnasiano.

Não me recordo bem quem foi o dono,
mas dos poemas lembro-me ainda.
fervia de emoção em cada rima,
a cotejar o sacro e o profano.

A alma de um poeta conhecido
por ter se encarnado em um poema:
"A psicologia de um vencido".

Hoje, junto aos seus ossos, um dilema:
Será meu Deus que, no apagar da lida,
morrer como poeta vale a pena?
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 14/10/2005
Reeditado em 17/10/2020
Código do texto: T59729
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 66 anos
1704 textos (80340 leituras)
353 áudios (3324 audições)
14 e-livros (5464 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/11/20 02:06)
Herculano Alencar

Site do Escritor