Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SITIADO





Durante anos e anos danei-me com a vida,
Fui maldito proscrito nesta terra de ninguém,
Testei-me ao máximo sem ter volta nem ida,
Não me preocupando se viria a ser alguém.

Abri as portas da percepção e por lá fiquei,
Desmistificando o imposto à nossa nascença,
E, de cada vez mais fundo, foi que notei,
Que não era meu ser dos outros a crença.

Assim, caminhando, descobri novas heranças,
Libertei amarras do meu ser mais ortodoxo,
Já convicto de mim doutras e de novas alianças.

Seguro que estava então, por minha assunção,
Formou-se em mim o mais estranho paradoxo,
Como dizer que não a quem me roubou o coração.

Jorge Humberto
24/08/07




Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 26/08/2007
Código do texto: T624565
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 51 anos
2622 textos (67234 leituras)
22 áudios (940 audições)
13 e-livros (542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 10:25)
Jorge Humberto