Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Beijos Frios


Amazônia, que vende sua jovem grei,
Tua nau transporta, um sonho desigual,
Tua floresta, vê o homem, imitando animal,
Teu o olho d’água, vê o abuso do rei,

Amazônia, casa da índia triste,
Onde a lagrima, salga o grito,
Onde a violência, cavalga no mito,
Onde o brilho da inocência inexiste.
   
Amazônia, diamante de esperança,
Onde a inocência da criança, é morta,
Onde a impunidade, é arvore que brota,
Em teus igarapés, gringos furtam infância.
 
Amazônia, das palafitas a beira dos rios.
Tuas promessas, têm beijos frios.

Gilmar Queiroz
Enviado por Gilmar Queiroz em 29/08/2007
Código do texto: T629189

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilmar Queiroz
Laranjal do Jari - Amapá - Brasil, 41 anos
250 textos (4758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 09:32)
Gilmar Queiroz