A imortalidade em versos

Que a consciência se firme, dessarte,

conjurando as forças essenciais,

Da teia sagrada fazemos parte,

Não somos "somente" animais.

Somos divinos e muito mais,

O aparente corpo é mero encarte,

Como vetores e frutos de uma arte

Gestada nos recônditos siderais.

Somos os filhos e também os pais

Da vida manifestada em dimensões,

Nas tramas de linhas espirituais.

Mudam constantemente as condições,

Somos descendentes e ainda ancestrais,

Atrelados ao infinito: somos imortais.