Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
                             
                     





FLAGELADO AMOR





O pranto preso dentro do coração aflito
Na boca, o gosto amargo do flagelo e da morte
A dor dilacera e consome até fazer surgir o grito
Caminhos paralelos apontam para diferente norte
 
Clama no peito a necessidade do adeus
Aproxima-se a hora pelo presciente anunciada
Decreto o melancólico fim sem olhar nos olhos teus
que fogem dos meus, têm medo da tua verdade forjada
 
O eco repete a estupidez das palavras proferidas
Crava-se na alma a certeza da  inevitável despedida
resta saudade das carícias com gula sorvidas
 
Finalmente triunfa a derrota imposta pelo mal
as vozes que eram cativas a aconselhar
reafirmam que há uma vida de amor a conquistar






Luiza Sampaio
Enviado por Luiza Sampaio em 31/08/2007
Reeditado em 11/07/2008
Código do texto: T632501

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Favor citar a autoria de Luiza Sampaio e o site www.luizasampaio.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luiza Sampaio
Santos - São Paulo - Brasil, 63 anos
265 textos (57639 leituras)
16 áudios (2657 audições)
3 e-livros (437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/17 22:51)
Luiza Sampaio

Site do Escritor