Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
*AMOR QUE INEBRIA*

Amor que inebria só no olhar
Envolve qual fogueira em labareda
Se a lenha atiçar o fogo eleva
Se água aproximar olhar renega

Suspiros e olhares se completam
Já vem descendo em uma correnteza
A vida se refaz não há quem negue
É complemento em duas naturezas

Mil milhas, viajei contra ao vento
Empecilho apareceu venci o tempo
Cheguei enfim ao teu lamento

Abri o calendário tempo preciso
De unir os pensamentos na tarde finda
E viajar nestes teus versos, tarde linda.

O medo que eu tivera de poder
Dizer sem ser ridículo, as palavras
Que trazem subtendidas o prazer
Que é feito um labutar em ricas lavras,

Perdeu-se quando fiz um personagem
Que tinha uma esperança que não creio,
Falando de um amor, leda miragem,
De uma beleza exposta em carne e seio.

Agora, envelhecido, mas não vil,
Eu tenho inda um restinho de ilusão
Embora mitigada pelo frio,

De ter, quem sabe, amor calmo e gentil,
Que traga finalmente a floração
Neste jardim que morre tão vazio...

SOGUEIRA
Marcos Loures



Sonia Nogueira
Enviado por Sonia Nogueira em 01/09/2007
Código do texto: T634050

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia Nogueira
Fortaleza - Ceará - Brasil
2369 textos (129094 leituras)
13 e-livros (700 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 23:08)
Sonia Nogueira

Site do Escritor