Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Rutilância Vermelha

Um brilho de sangue
cegou-me à noutinha,
minh’alma sozinha
faleceu exangue.

No céu há uma gangue
sem limite ou linha
que à morte se alinha
nas covas d'um mangue.

E a vida que eu tinha
amor não continha
voou num balangue

Oh morte que é minha
dai-me uma casinha
no passado langue.
Gustavo VS Ferreira
Enviado por Gustavo VS Ferreira em 10/08/2018
Reeditado em 13/08/2018
Código do texto: T6415181
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo VS Ferreira
Maceió - Alagoas - Brasil, 27 anos
102 textos (1118 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/18 18:07)
Gustavo VS Ferreira